Britânica flagra troca de mensagens de namorado, tem crise de ciúmes e tenta matar amiga com pancadas

Agressora, que se escondeu e agarrou a vítima desprevenida no Reino Unido, pega 16 meses de prisão por beber e cometer crime

Uma britânica de 34 anos de idade flagrou uma troca de mensagens entre o namorado e a melhor amiga na localidade de Carmarthen, no sul do País de Gales, Reino Unido. Enfurecida, ela teve uma crise de ciúmes, armou uma emboscada e quase matou a amiga com pancadas O caso ocorreu em fevereiro e foi descrito pelo jornal britânico Daily Mail nesta terça-feira (7).

A agressora é Zoe Hopkins, de 34 anos, que atacou a vítima como uma resposta pelas mensagens de texto que trocou com o parceiro dela. Megan Jones, que move o processo na Corte de Swansea, contou hoje que Hopkins e a vítima se conheciam antes do crime. Em fevereiro, Hopkins ficou bêbada e se escondeu do lado de fora da casa da amiga para esperá-la.

A agressora perseguiu a mulher até a área comum do prédio em que mora e a agarrou por trás. Em seguida, jogou a vítima no chão e começou a esmagar a cabeça dela contra os degraus de uma escada diversas vezes consecutivas.

A vítima tentou se levantar e correr para o apartamento em que mora, mas foi caçada escada acima e sofreu novos golpes. Hopkins agarrou a mulher pelo cabeço, empurrou ela escada abaixo e chutou o rosto dela enquanto a acusava de enviar mensagens para o namorado dela.

A vítima, de 28 anos de idade, conseguiu escapar, correu até o flat de uma vizinha e, de lá, chamou a polícia. A agressora foi presa e depôs aos policiais. Quando questionada sobre o motivo das agressões, ela se limitou a dizer “sem comentários” a todas as questões.

A mulher agredida sofreu cortes e escoriações, mas recusou tratamento médico. Em um relato por escrito enviado à Corte, ela disse que ficou petrificada com o ataque, que desencadeou uma piora nas crise de ansiedade que já tinha.

Hopkins já tinha se considerado culpada pelo atentado quando apareceu no banco dos réus para ouvir a sentença. Ela tem 16 condenações anteriores por 22 crimes, dez dos quais por violência, sendo o último uma agressão em 2019.

David Singh, que defende Hopkins no tribunal, disse que a cliente era alguém que teve uma experiência difícil durante o crescimento e sofria com o abuso de drogas. O advogado disse que deve ter ocorrido “um grau de ciúmes” no dia da agressão.

O juiz Paul Lewis QC, que cuidou do caso, disse que foi uma agressão prolongada aparentemente ‘motivada por algum elemento de ciúme’ e agravada pela agressão da ré. Ele lembrou que a agressora confessou a um oficial de condicional que ela estava bêbada na época.

Diante da confissão de culpa, Hopkins ganhou um desconto de 20% na pena total. Porém, pegou 16 meses de cadeia em regime fechado. Ela vai ficar pelo menos metade desse tempo (8 meses) na prisão até ser liberada para prestar serviços comunitários no restante da pena.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui