Ares de galeria de arte em casa: arquiteto ensina como produzir sua própria gallery wall no décor dos ambientes

Com a experiência também como galerista, Carlos Navero revela detalhes de como expor uma coleção de arte aproveitando o máximo do fascínio das obras

No living projetado pelo arquiteto Carlos Navero, obras de diferentes artistas adoram quase que por completo a parede com aspecto de cimento queimado. A distribuição assimétrica deixa o ambiente leve, descontraído e culturamente ainda mais rico | Foto: Lufe Gomes

Não há quem não seja tocado pela arte e não se encante com as cores e imagens criadas através do contorno dos pincéis sobre uma tela ou dos cliques das máquinas fotográficas que imortalizam momentos. E, criar um espaço destinado à essas preciosidades em casa, é recriar um fragmento da atmosfera artística de museus e galerias dentro do conforto do lar – o que se torna perfeitamente possível e prazeroso com as orientações do décor.

Sucesso na CASACOR São Paulo, a Galeria Pirajuí idealizada pelo arquiteto e galerista Carlos Navero propõe uma montagem coerente das obras e inspira inúmeras tendências aplicáveis até mesmo em residências mais compactas, para aqueles que desejam montar sua própria gallery wall com assertividade e sem correr o risco de errar no momento de instalar as peças em um mesmo ambiente.

É importante ressaltar que cada obra é única e, portanto, pode delimitar algum cuidado especial, porém algumas dicas englobam a maioria das obras de arte, como por exemplo escolher uma peça específica como ponto de partida para compor a gallery wall, principalmente quando não se tem a iluminação propícia, comum em galerias, museus e centros culturais. “Sempre recomendo quando não se tem uma iluminação apropriada, que se coloque um foco central na maior obra, e distribua as demais e mais claras ao redor da maior“, indica Carlos.

Além disso, para aqueles que procurar embelezar suas residências com um local que prioriza a arte, Navero pontua: “A partir de 5 obras a composição fica melhor, mas não tem limites e nem um tamanho específico das obras”, afinal cada projeto de gallery wall dependerá de cada obra. Por isso, separamos algumas dicas coringas que auxiliam, independentemente do seu projeto, explorando todas as potencialidades das obras para que elas estejam sempre reluzindo em exposição e abrilhantando o ambiente.

Composição temática e proporcional

Uma ideia bastante potente é criar nichos temáticos nas gallery walls, com obras e peças que se completam de maneira subjetiva e com motes semelhantes, seja por retratarem temas correlatos ou por costurar texturas, tons e estilos parecidos. “Em específico nesta parede, montei obras com retratos, através de um processo de curadoria“, explica Navero sobre o projeto na CASACOR e reafirmando a importância do trabalho de curador no momento de criar uma gallery wall; sendo a curadoria um processo de selecionar, identificar e coletar peças que sejam relevantes para um determinado fim, assim a gallery wall apresentará uma maior coesão e harmonia. | Foto: Erika Waldmann

Ainda sobre a “Wall“, que é a mais extensa do espaço reservado à galeria na CASACOR, o arquiteto acrescenta que “a peça central é a maior obra e, a partir daí, fazemos a distribuição proporcional do peso de cada uma delas“. | Foto: Erika Waldmann

Nem sempre a moldura é necessária

Um dos pontos mais interessantes sobre a gallery wall é que é essencial respeitar as obras como um todo e, exatamente por isso, nem sempre as molduras se fazem necessárias. Nesta parede exuberante da Galeria Pirajuí, as obras não precisaram de cercadura para sua instalação, pois elas já possuíam acabamento na própria composição das peças. “Estas obras possuem acabamentos laterais, então o uso de moldura pode prejudicar um pouco a leitura das obras“, detalha Carlos. | Foto: Erika Waldmann

Ademais, a ideia de reunir essas obras sem moldura em uma mesma parede potencializa o valor estético das mesmas e contribui para que o espaço reservado para as artes não fique monótono, sempre com a mesma montagem e que caia no enfadonho, com muitas molduras. Essa é mais uma tendência exposta com primazia na CASACOR e que pode ser aplicada em casa ou em outras galerias. | Foto: Erika Waldmann

Composição cromática

O ponto de partida foi uma xilogravura do Igor do Santos (URSO) “, esclarece Carlos sobre o start para a composição dessa parede. “Coloquei a mais colorida na ponta onde a densidade da luz é menor, assim valorizei as demais obras“, completa o galerista que no projeto reafirmou a composição das cores como um potencial de montagem de uma gallery wall. | Foto: Erika Waldmann

Cuidado especial com a moldura das fotografias 

Para aqueles que possuem fotografias e desejam expô-las, o profissional – que também é colecionador de arte – indica uma moldura especial, principalmente no que faz referência ao vidro que a envolve. “Para fotografias sempre recomendo o uso de vidro antirreflexo uv. Como se trata de um material mais delicado, acho importante manter bem conservado, assim evita a perda de pigmentação da foto“, orienta Carlos. | Foto: Erika Waldmann

Sobre Carlos Navero

Arquiteto e Urbanista pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, design de interiores pelo Senac – PR e especialista em Design de Móveis pelo Senac-SP, Carlos trabalhou em galerias de arte em Curitiba e em São Paulo. É especialista em garimpar arte e objetos de design para seus projetos, atendendo as mais diversas solicitações dos clientes.

Realiza projetos de arquitetura e de interiores com emprego de novas tecnologias e de materiais sustentáveis de baixo impacto ambiental, desenvolvendo e executando o projeto de arquitetura e design de interiores por completo. Administra e gerencia a obra em todo seu contexto, mantendo contato direto com cliente e fornecedor. Sempre entusiasmado com o resultado da obra executada garante aos clientes, a confiança e o respeito por um trabalho belo e funcional.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.