5 motivos para as mulheres contratarem um plano de saúde

 

Créditos: Pixabay

 

Tenha mais qualidade de vida! Entenda a importância de ter um plano de saúde nos dias de hoje.

 

Diferente dos homens, as mulheres contam com maior necessidade de consultar médicos e realizar exames. Periodicamente é essencial a visita ao ginecologista, outros médicos também fazem parte da rotina, ocasionalmente a área obstétrica é acionada, dentre outras rotinas com exames.

 

Existem três modos de realizar as consultas, internações e exames, com o pagamento particular, pelo SUS (Sistema Único de Saúde) ou com convênio. Para evitar a demora na marcação com as filas do SUS e o alto preço dos profissionais particulares, o convênio é a melhor solução, afinal o plano de saúde cobre laqueadura, DIU, parto e muito mais.

 

E para as mulheres que ainda têm dúvidas, veja alguns motivos para contratar o plano de saúde!

 

Vantagens do plano de saúde para as mulheres

1. Acesso aos procedimentos contraceptivos

Segundo as normas da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), todos os convênios precisam oferecer consultas e projetos educacionais para planejamento familiar, além da colocação do DIU (hormonal ou não hormonal) e cirurgia de laqueadura.

 

A laqueadura é feita cirurgicamente como uma esterilização voluntária e definitiva. Nela as trombas passam pelo corte e a amarração. Atualmente a idade mínima para a laqueadura é de 21 anos. Já o DIU é um método menos invasivo que previne a gravidez de 3 a 6 anos, o dispositivo é inserido em consultório médico.

2. Exames ginecológicos

Para manter o funcionamento do organismo e do sistema reprodutor, as mulheres precisam visitar com periodicidade o ginecologista. Nas consultas de rotina são verificadas as condições do útero e ovário, assim é possível prevenir doenças e manter a saúde sexual.

 

Exames como: toque vaginal, papanicolau, vulvoscopia, videocolposcopia, exame clínico, ultrassom transvaginal, ultrassom de mama e ultrassom a abdome total costumam ser pedidos pelos médicos, junto do exame laboratorial de sangue. Todos esses procedimentos estão na cobertura dos planos de saúde.

 

Normalmente, é indicada a visita anual ao ginecologista, para mulheres com mais de 25 anos. Mas, de acordo com a condição da paciente, as consultas podem ser solicitadas mais vezes, como na gestação, colocação de método contraceptivo ou com alguma doença no sistema reprodutor.

3. Cobertura de parto e pré-natal

O nascimento de um filho é um momento único e inesquecível, mas precisa de um acompanhamento correto e um bom atendimento no parto. Os cuidados se iniciam no pré-natal, com o acompanhamento do crescimento do feto e saúde da mãe.

 

Os exames precoces podem prevenir o avanço de doenças, curar alguns males e definir a melhor conduta de acordo com a saúde do bebê. Basicamente o pré-natal reduz os riscos da gestação.

 

Com a detecção de alguma doença o tratamento pode iniciar com o método intraútero para o feto e evitar males comuns desse período nas gestantes, como a pré-eclâmpsia, eclâmpsia e hemorragias. Durante toda a gestação é preciso realizar exames de glicemia, tireoide, HIV, sífilis e outros constatados com amostra do sangue, além de ultrassom morfológico, ecocardiograma fetal e consultas obstétricas mensais.

 

Após 300 dias, a conveniada pode realizar o parto pelo convênio, a cobertura obstétrica cobre as diárias no hospital, parto humanizado ou cesariana, medicamentos, anestesia e outros pormenores usados no processo.

4. 30 dias de convênio para recém-nascidos

Como assegura o artigo 12 da Lei 9.656/98, o filho recém-nascido das portadoras de convênio médico, seja adotivo ou natural, está assegurado no plano por 30 dias. As crianças de até 12 anos, adotadas legalmente também possuem o direito dos 30 dias. Posteriormente, a mãe pode adicionar o dependente em seu plano, com a apresentação da certidão de nascimento e pagamento da mensalidade.

5. Economia a longo prazo

Mesmo com o investimento mensal, o valor total dos médicos de rotina, diárias hospitalares, pronto-atendimento e outros serviços do plano de saúde valem a pena. O atendimento particular tem um alto custo e o SUS é um sistema demorado. Diante disso, a economia proporcionada pelo convênio é evidente.

 

Mesmo com pedidos de comprovação para realizar exames e alguns tipos de consulta, burocracia solicitada por algumas operadoras, e com a coparticipação, o plano de saúde é muito benéfico para as mulheres de todas as idades. Ele oferece a segurança e a tranquilidade de poder ir aos médicos, pronto-socorros, fazer cirurgias e exames sem valores abusivos ou custos excedentes.

 

Por: Jeniffer Elaina, do site PlanoDeSaude.net.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui