20ª Edição do Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal

 

 Retorno do tradicional Encontro de Folia de Reis, pela primeira vez híbrido (ao vivo e online), traz à área rural do Riacho Fundo II uma das mais belas manifestações culturais populares do Brasil, celebrando 20 anos de história no DF.

 

*Extensa programação será apresentada nos dias 22, 23 e 24 de julho.

*Apresentação de mais de 15 Folias de Reis de diversos estados e espetáculos de danças populares

*shows da respeitada dupla, André e Andrade,  que completa 48 anos de carreira, a dupla feminina Leyde e Laura  de São Paulo e da renomada dupla de violeiros, Zé Mulato e Cassiano

*Exposição, ambientação e praça de alimentação com comidas típicas.

 

Fotos em Alta Resolução https://flic.kr/s/aHBqjzXYPc

 

Brasília, modernista e planejada, também se expressa em manifestações culturais de várias tradições brasileiras, reveladas por meio da força da cultura regional de seus migrantes, desde sua construção. Prova disso é o Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal, que comemora 20 anos de realização e está sendo preparado para promover um grande reencontro com uma das mais importantes festas tradicionais e identitárias do Brasil, símbolo da memória, resistência, raízes, esperança e fé no futuro.

O Encontro, em sua vigésima edição, retorna após dois anos e meio desde sua última realização, em 2019, na cidade de Planaltina.  Suspenso em 2020 em razão da pandemia, o Encontro será realizado nos dias 22, 23 e 24 de julho, de sexta a domingo, no (Caub I) Centro Educacional Agrourbano Ipê, no Riacho Fundo II, comemorando duas décadas de história na capital federal.

Na programação, apresentações de 15 grupos de Folia de Reis, sendo eles do DF, Minas Gerais, Goiás, e Bahia; presépio, espetáculos de danças populares, oficinas de instrumentos, exposições e ambientação, barraquinhas de comidas típicas e diversas atrações musicais, dentre artistas locais, regionais e nacionais, como as consagradas duplas André e Andrade, Leyde e Laura, e Zé Mulato e Cassiano, que possuem suas trajetórias marcadas pelas tradições das folias de reis. Nesta edição, 50% das atrações são femininas, com folias compostas integralmente por mulheres, como a Folia de Reis Estrela de Belém, de Coromandel e a Folia de Reis Rainha da Paz, da cidade de Pato de Minas, que também traz a Folia de Reis Mensageiros de Santos Reis, composta exclusivamente por jovens.

O Encontro de Folias de Reis do DF é uma oportunidade especial para o público com raízes no meio rural, que poderá relembrar a infância, as vivências e celebrações típicas da cultura interiorana do país, numa festa que reitera a força da tradição e da herança cultural religiosa.

Destaca-se também nesta edição o local escolhido, o (Caub I) Centro Educacional Agrourbano Ipê, localizado na área rural do Riacho Fundo II, trazendo a lembrança das bandeiras carregadas por foliões, que cantavam suas trovas em estradas de terra batida. Ressalta-se, ainda, o envolvimento da comunidade local, que será responsável pela realização da Praça de Alimentação, com barraquinhas de comidas típicas preparadas pelos próprios moradores e feira de produtores locais, resultado da produção do evento como forma de fomentar a geração de renda na comunidade.

Cuidados especiais também podem ser vistos na inclusão de um espaço acessível, em frente ao palco, e na tradução em libras, que visam proporcionar uma boa experiência e um tratamento adequado a visitantes com qualquer tipo de deficiência.

Feliz por voltar à folia, Walério, presidente da Associação dos Foliões de Reis do Distrito Federal e Entorno – AFOREIS, instituição realizadora do projeto, é integrante da Folia João Timóteo, fala da saudade ao longo de quase três anos. “Sentimos muita saudade. Escutava uma tuadinha de Reis em casa, junto com a família, para espantar a tristeza e lembrar da alegria dos nossos giros da Folia.” Nos giros, o grupo entra de residência em residência para cantar e rezar pelos moradores. Os foliões usam roupas coloridas, tocam instrumentos musicais como, viola, violão, rabeca, tambores, pandeiro e acordeon, carregam uma bandeira enfeitada com flores e fitas coloridas, com a imagem dos Três Reis Magos e de Nossa Senhora com São José. Walério ressalta que esta edição do Encontro de Folias de Reis do DF será muito especial, construída para celebrar a alegria, a devoção e a fé aos Santos Reis. Uma série de novidades poderão ser conferidas na programação, que pela primeira vez será híbrida, isto é, ao vivo e com transmissão pela internet, através do canal do Clube do Violeiro Caipira.

O Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal, que tradicionalmente era realizado anualmente, não ocorreu em razão do grave cenário pandêmico nos últimos dois anos. Com a melhora da crise sanitária, os organizadores decidiram retomá-la, mesmo que fora de época, considerando o apoio recebido via Fundo de Apoio à Cultura, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Distrito Federal.

 

História

Também chamada de Reisado ou Festa de Santos Reis, a folia se revela por meio de cânticos, ritos e melodias que contam a anunciação, o nascimento do menino Jesus e a peregrinação dos Reis Magos.  Trazida pelos jesuítas ao Brasil, e que recebeu ao longo dos anos influências indígenas e africanas, a manifestação popular secular tem raízes no meio rural brasileiro, e retratam uma tradição cultural religiosa que resiste significativamente de geração em geração, levadas pelos avós, pais ou familiares reproduzindo-se dentro das próprias famílias. Sobreviveu ao êxodo rural e hoje, mesmo nos centros urbanos, se faz presente no cotidiano de quem destina aos três Reis Magos devoção e fé.

 

 A Folia de Reis é uma manifestação cultural religiosa, ligada à história da Bíblia, especialmente ao evangelho de Mateus. Segundo relatos bíblicos, os três magos: Gaspar, Melchior (ou Belchior) e Baltazar visitaram o Menino Jesus, em Jerusalém. Ao recém-nascido, entregaram como presentes ouro, incenso e mirra, simbolizando, respectivamente, a realeza, a imortalidade e a divindade. De acordo com a tradição cristã, a visita teria ocorrido no dia 6 de janeiro, Dia de Reis. A realização dos festejos ocorre tradicionalmente entre os dias 25 de dezembro e 6 de janeiro e são comemorados de modo particular em cada região do país.

 

Considerada uma das mais belas manifestações populares do Brasil, a Folia de Reis permanece viva e atuante, com lugar cativo e destacado nas festividades populares, guardando os saberes e símbolos transmitidos pelos guias e embaixadores aos foliões mais novos. Os cantos são conduzidos por violas, violão, cavaquinho, pandeiro, bumbos, sanfona e caixas. Possuem como principal elemento simbólico a bandeira e organizam-se a partir de ritos, como o giro ou jornada, encontros, festas e cumprimento de promessas. No Distrito Federal, as Folias existem desde antes de sua construção, em 1960, e cidades como Planaltina, Brazlândia, Gama e São Sebastião fazem parte desse legado histórico.

Programação

Nos festejos deste ano, a abertura do Encontro de Folia de Reis do DF acontecerá no dia 22 de julho (sexta-feira), com o tradicional terço rezado e a chegada dos três Reis Magos, representados pelos atores Valterismar Maciel, como Rei Gaspar, Júnior Lima, como Rei Baltazar, e Xiquito Maciel Rei Belchior que também atuam na via Sacra de Planaltina.

A noite festiva prossegue com o giro das Folias, encontro das bandeiras, apresentações de grupos de foliões e se encerra com os shows dos violeiros Moisés Mozer e Luiz Borges, da Violeira Gaby Viola e a consagrada dupla goiana André e Andrade, tradicionais foliões.

No sábado, as atividades começam com o café da manhã dos foliões, giro das Folias e a brincadeira de palhaços, uma tradição que percorrerá as casas dos moradores da comunidade que serão definidos posteriormente, com cantos que lembram a viagem dos Reis Magos para levar ao Menino Jesus seus presentes.

No encerramento da noite de sábado, após a apresentação dos grupos de Folia, será a vez da violeira Karen Parreira e de Reinaldo Cordeiro, e a atração principal da noite traz a dupla Leyde e Laura de São Paulo,  responsável por um dos duetos mais belos e aplaudidos da história da música caipira.

Domingo, a programação dos foliões começará com o café da manhã e a tradicional missa sertaneja, se encerrando com a apresentação das folias, grupos de danças populares e violeiros. O show principal ficará por conta da tradicional e renomada dupla mineira-brasiliense de música caipira de raiz, Zé Mulato e Cassiano, que celebram 44 anos de carreira.

Barraquinhas de comidas típicas, exposições e ambientação, presépio, roda de prosa, oficina de instrumentos musicais, dentre outras atividades complementarão a programação.

O projeto contribui para a difusão deste movimento cultural e artístico tão significativo para a cultura brasileira. É realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. A entrada é franca e a classificação livre.

Serviço

Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal 2022

Quando: De 22 a 24 de julho de 2022

Onde: – CAUB I – Centro Educacional AGROURBANO IPÊ Riacho Fundo II

Classificação livre e entrada franca.

Facebook: www.facebook.com/encontrodefoliadereisdf

 

PROGRAMAÇÃO GERAL

 

LOCAL DO EVENTO: CAUB I – (CED AGROURBANO IPÊ) – Riacho Fundo II – DF

DATA: 22, 23 E 24 DE JULHO

 

SEXTA-FEIRA (22/07)

10h – Credenciamento

12h – Almoço | Bendito de Mesa – João Timóteo – Ceilândia – DF

14 às 17h – Giro das Folias – Órgãos públicos, monumentos e casas de moradores.

18h – Jantar | Bendito de Mesa – Saudade do Interior – São Sebastião – DF

19h – Abertura Oficial | Encontro das Bandeiras | Chegada dos três Reis

APRESENTAÇÕES – 20 horas

  • Minas Brasília – Gama – DF

  • Menino Jesus – Brazlândia – DF

  • Estrela da Guia de São Francisco – MG

  • Cantoria de Folia – Clube do Violeiro – DF

  • Mensageiros de Santos Reis – Patos de Minas – MG

Moisés Mozer e Luiz Borges

Gaby Viola

00h – ANDRÉ E ANDRADE

 

SÁBADO (23/07)

08h – Café da manhã dos foliões

09 às 12h – Oficina de Luteria – Turma 1

09 às 12h – Roda de prosa

12h – Almoço dos foliões / Bendito de Mesa – Folia de Reis Lago Oeste – DF

14 às 18h – Oficina de Luteria – Turma 2

14 às 17h – Assembleia AFOREIS

17h – Apresentação de Grupos de Folia e manifestações espontâneas

19h – Jantar | Bendito de Mesa – Estrela de Cristal – Cristalina – GO

APRESENTAÇÕES – 20 horas

  • Folia Feminina Rainha da Paz – Patos de Minas – MG

  • Saudade do Interior – São Sebastião – DF

  • Doze Reis de Bebedouro – Baianópolis – BA

  • Estrela de Cristal – Cristalina – GO

  • Estrela de Belém – Coromandel – MG

Karen Parreira

Reinaldo Cordeiro

00h – LEYDE E LAURA

 

DOMINGO (24/07)

08h – Café da manhã dos foliões

09h – Missa Sertaneja

12h – Almoço dos foliões | Bendito de Mesa – Estrela da Guia – Granja do Torto – DF

APRESENTAÇÕES – 14 horas

  • Estrela da Guia – Granja do Torto – DF

  • João Timóteo – Ceilândia – DF

  • Irmãos Vieira – Gama – DF

  • Lago Oeste – Lago Oeste – DF

  • Terno Geração – Urucuía – MG

Orquestra Roda de Viola

ZÉ MULATO E CASSIANO

18h – Despedida das Bandeiras

  • Lima e Gustavo Neto

 

ATRAÇÕES DIÁRIAS

  • Danças Populares e Cantorias

  • Oficinas de instrumentos

  • Rodas de Prosa

  • Exposição e ambientação

  • Benditos de Mesa

  • Giro das Folias

  • Missa Sertaneja

  • Os Três Reis

 

Outras atrações

 

Presépio | Cantos e Danças Tradicionais | Missa Sertaneja | Comidas Típicas | Exposições

 

Transmissão ao vivo pelo canal oficial no Youtube do Clube do Violeiro Caipira.

 

Assessoria de Imprensa

 

Karina Miranda (61) 98110-2002

Luiz Fernandes (61) 99931-7019

Clube do Violeiro Caipira (61) 3301-5888

 

Redes Sociais:  facebook.com/encontrodefoliadereisdf

instagram:  @encontrodefoliadereisdodf e @aforeis

 

SINOPSES (POR ORDEM DE APRESENTAÇÃO)

 

Moisés Mozer & Luiz Borges @duplammlb

Dupla caipira formada por um Patureba (Moisés Mozer) e um Brasiliense, filho de mineiro (Luiz Borges). Os dois se conheceram em Taguatinga DF, em 2015, consolidando a carreira, cantando em teatros, eventos de cultura popular, e festivais de viola caipira. Ficaram conhecidos nacionalmente após diversas apresentações em programas de TV e rádio. Em 2019, gravaram seu primeiro álbum autoral independente, intitulado Cheiro de Chão, disponível em mídia física e em todas as plataformas digitais.

 

Gaby Viola @Gabyviiola

Nascida em Brasília/DF, Gaby teve influência do tio violeiro e dos avós paternos. Começou sua trajetória aos 4 anos, quando ganhou de presente do pai seu primeiro violãozinho de brinquedo do pai. Com 6 anos teve suas primeiras aulas de violão na igreja, executando canções e louvores nas apresentações e nas celebrações de minha paróquia. Aos 8 anos participou de um encontro de violeiros na cidade São Sebastião/DF, onde conheceu o  violeiro Sideron Moreira, que a inspirou a tocar viola. A inspiração vem de grandes artistas como Tião Carreiro, Almir Sater, Roberto Corrêa, Ivan Vilela e Chico Lobo, e busca manter viva a tradição de falar da vida simples do homem do campo, música caipira de raiz que corre em suas veias. Já participou de diversos pelo país, por meio das cavalgadas, e dos encontros de violeiros. Gaby tem como desejo tocar o coração das pessoas com ao lado de sua inseparável viola, com a proteção divina de Nossa Senhora e São Gonçalo, padroeiro dos violeiros

 

André & Andrade @duplaandreeandrade

Nascidos José de Freitas Machado e Sebastião de Freitas Machado na cidade de Itaguari (GO), foram de família humilde e numerosa, composta por mais 10 irmãos, e infância ocupada com o trabalho na lavoura. O trabalho pesado exercido desde seus seis anos de idade não lhes tirava o prazer pela música, nem de acompanhar e tocar viola nas festas de Folia de Reis, acompanhados pelo pai, que era compositor e catireiro. Em 1977, gravaram seu primeiro LP, com destaque para a faixa “Jesus Cristo Veio ao Mundo”. O CD “Cama Fria” rendeu o grande e tão sonhado prêmio “Disco de Ouro”. André & Andrade fizeram importantes participações em produções de vários colegas, como: Rolando Boldrin, com Moda Ecológica; com o cantor Daniel, com “Último dos Carreiros”; no DVD da dupla Gino & Geno, com Estrela de Ouro; dentre outras importantes participações. A dupla André & Andrade tem 48 anos de uma carreira consolidada, com sucessos regravados por outras duplas, como: Cama Fria de Chrystian & Ralf; Colheita de Milho de Chitãozinho & Xororó; Deixe as Águas Rolar de Rio Negro & Solimões, dentre outros. A dupla André & Andrade tem em sua trajetória, a participação em festivais de viola, Encontros de Violeiros, folia de reis e catira, exposições agropecuárias, festas de peão de boiadeiro; vaquejadas, representando e difundindo a cultura popular por todo Brasil.

 

Karen Parreira @karenparreiraoficial

Artista independente de cultura popular representante da música caipira de Brasília, Distrito Federal, tem 15 anos de carreira,  é cantora, violeira, violonista, compositora e produtora cultural, possui 03 CDs gravados, 01 DVD, 1 EP e está em fase final de gravação de mais um trabalho solo e planejando novo projeto com a viola caipira “mpbzada”. Ao longo de sua carreira conquistou inúmeros prêmios em festivais de música pelo Brasil, com músicas autorais (entre eles o Violeira Rose Abrão realizado há mais de 30 anos em Barretos – SP, e o festival nacional de violeiros de Poxoréu – MT, que são uns dos maiores do país).  Possui 2 Prêmios da Música Brasileira (2011/2012), 2 Prêmios Rozini de excelência da Viola Caipira (2010/2012), 1 Prêmio Profissionais da Música (2015), 1 Prêmio Teixeirinha de “Mestre”de Cultura Popular (2019), promovido pelo Ministério da Cidadania e Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal, 1 Prêmio FAC Equidade de Gêneros (2018), 1 prêmio FAC Brasília 60 Música (2020), e 2 Prêmios Aldir Blanc.

 

Reinaldo Cordeiro @reinaldocordeirorc

Violeiro e cantor nascido na capital federal que decidiu se dedicar à música raiz, em seus shows, canta, músicas de autoria própria, clássicos da música caipira, pois retrata a vida de cada região por meio de uma releitura das letras dos mais variados compositores. Iniciou sua carreira no início dos anos 90 cantando em festivais de música popular brasileira.  O objetivo do Show do Reinaldo Cordeiro é o de aproximar as pessoas da cultura do interior do Brasil, contando a história da música caipira, fazendo com que o público relembre suas origens e apresentando sempre canções novas,  e inéditas lançadas em seus CD´S. Está na fase final da gravação do seu quarto CD com lançamento previsto para o segundo semestre de 2022.

 

Leyde & Laura @leydeelauraoficial

Responsáveis por um dos mais belos e aplaudidos duetos femininos da história da música sertaneja, Leyde & Laura já ultrapassaram a expressiva marca de 25 anos de carreira. Mais de um quarto de século dedicado à música sertaneja autêntica. O primeiro grande sucesso viria no terceiro álbum, com a faixa “Rodeio do Amor”. A partir daí,  “A Força do Amor”, “Cutuca Peão”, “Justiça Divina”, “Milagre no Caixa 7”, “Viola e Cantador” e “Semente do Amor” são canções obrigatórias nos shows. Releituras de grandes clássicos como “A Mão do Tempo”, “Tardes Morenas de Mato Grosso” ou “Pé de Cedro” também entraram para a história do cancioneiro sertanejo nas vozes delicadas de Leyde & Laura. São 18 trabalhos lançados, incluindo um DVD. Parcerias musicais com nomes como Peão Carreiro, As Galvão, Mococa & Paraíso, João Carreiro & Capataz e Teodoro & Sampaio, além de importantes premiações (“Prêmio Ary Barroso”, “Troféu Tião Carreiro” e “Troféu Tonico e Tinoco”, entre outros), são guardadas com muito carinho pela dupla, que considera os fãs seu maior e mais consistente patrimônio. Consideradas referências do gênero sertanejo, Leyde & Laura carregam na bagagem a humildade, respeito pelos fãs e a enorme paixão pela música caipira de raiz.

 

Orquestra Roda de Viola @orquestrarodadeviola

Orquestra Roda de Viola é um grupo brasiliense formado por violeiros, amigos, amantes da música e da viola caipira que juntos apresentam clássicos do cancioneiro caipira com arranjos autorais e instrumentais. Canções como Tristeza do Jeca, Chalana e Menino da Porteira fazem parte deste repertório repleto de boas lembranças, entre outras Toadas, Cateretês, Folias e Cururus. Formada em 2011 pelo violeiro Fábio Miranda, a Orquestra já se apresentou em eventos importantes, como: o Encontro de Folias de Reis do DF, Encontro de Violeiro de Brazlândia, Seminário Cadeia Produtiva da Música e Viola Caipira, Viola no Parque, Sesc Aldeia Diabo Velho (GO), entre outros; lotou o Teatro Funarte Cássia Eller em sua comemoração de 05 anos e, também, o Clube do Choro de Brasília no ano seguinte; dividiu o palco com artistas como Roberto Corrêa, Marcos Mesquita & Vitor Mesquita e a dupla caipira mais importante em atividade: Zé Mulato & Cassiano. Desde 2014 o grupo é comandado pelo violeiro Pedro Vaz.

 

Zé Mulato e Cassiano @zemulatoecassianooficial

A dupla caipira Zé Mulato e Cassiano, é formada pelos irmãos José das Dores Fernandes (Zé Mulato) e João Monteiro da Costa Neto (Cassiano), mineiros de Passa Bem, são verdadeiros tesouros da nossa cultura nacional. A dupla que conheceu a viola ainda na infância, veio para Brasília em 1969, e de lá pra cá, uma trajetória consolidada se formou a partir da gravação do primeiro disco em 1978. Muita luta, persistência, poesia e sentimentos musicados, diversas gravações e  participações em coletâneas de diversos artistas de renome, documentários, programas de TV e cinema, e vários prêmios como melhor dupla regional  marcaram o legado de valorização da cultura regional de raiz. A dupla ícone na música regional caipira do Brasil completa 44 anos neste ano.

 

Ênio Lima & Gustavo Neto @oscarasdomodao

Dupla de Brasília-DF formada há 14 anos, com repertório que vai da música caipira até o sertanejo dançante e romântico, sempre com a viola caipira como companheira. Com 2 DVDs e 6 CDs lançados, prestes a lançar seu sétimo trabalho intitulado “Panela de Ferro”, apresenta canções caipiras inéditas. Vencedores do Prêmio Brasília Independente da Rede Globo, em 2016, já se apresentaram várias vezes em grandes programas sertanejos pelo Brasil. Defensores da  verdadeira música  caipira de raiz,  passaram a  usar o  pseudônimo  “Os Caras do Modão”, em 2020.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.