FRESNO  No dia 5 de julho  A cultuada banda gaúcha, principal nome do movimento emo no Brasil,  para promover o recém-lançado disco “Eu nunca fui embora”, ao Qualistage

A sexta, do dia 5 de julho tem FRESNO no Rio! Em única apresentação no Qualistage. A performance combina sucessos da carreira do grupo com faixas do novo trabalho.
Lucas Silveira (vocais, guitarra, baixo, teclados), Gustavo Mantovani (guitarra e vocais) e Thiago Guerra (bateria) – também ativistas na luta pelo resgate e apoio ao povo do Rio Grande do Sul após a recente tragédia climática – trazem sua história de 25 anos (já?) de sucesso em canções como “Quebre as correntes”, “Natureza caos” e “Sua alegria foi cancelada”, além de faixas do disco lançado em abril como “Eu te amo/ Eu te odeio (IÔ-IÔ)” (que na gravação teve participação de Pabllo Vittar), “Era pra sempre” e “Quando o pesadelo acabar”.
A turnê, que não para de acumular datas por todo o Brasil, recentemente contou com a participação de Pabllo Vittar, em um grande festival no Ibirapuera, em São Paulo. A cantora participou da faixa “Disk me”, em um grande show que teve também “Camadas”, “Infinito”, “Deixa o tempo”, “Casa assombrada” e outras, que devem aparecer no show carioca, para delírio dos apaixonados fãs.
“‘Eu Nunca Fui Embora’ foi um daqueles projetos que a gente começou na Twitch”, explica Lucas. De forma despretensiosa, a música galgou seu espaço no novo trabalho. “A melodia nunca saiu da minha cabeça”, complementa. Definido pelo vocalista como uma sonoridade “Fresnão Clássico”, o single é uma expedição pelas próprias fórmulas da banda, mas inclui novas perspectivas e brinda o público com material inédito. “Temos uma paixão muito grande por fazer som, é natural que a gente vá explorando novas possibilidades e nos desafiando na composição”, comenta Silveira. O resultado dessa provocação é uma faixa pulsante, que mescla a melodia do pop com o ritmo acelerado do rock.
Mesmo tendo o relacionamento como temática principal, “Eu Nunca Fui Embora” faz um paralelo com os quase 25 anos de história da própria Fresno. “A gente nunca foi embora porque o nosso sonho enquanto banda e nosso amor pelo público sempre foi maior do que qualquer dificuldade”, sintetiza Lucas.
A discografia da Fresno tem ainda “Vou Ter Que Me Virar” (2021); “sua alegria foi cancelada” (2019); “A Sinfonia de Tudo que Há” (2016); “Infinito” (2012); “Revanche” (2010); “Redenção” (2008); “Ciano” (2006); “O Rio a Cidade a Árvore” (2004) e Quarto Dos Livros (2003).
Fresno
Dia 5 de julho – sexta – às 22h
A casa abre às 20h 
Ingressos a partir de R$ 90.00
Qualistage
Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca – RJ
Bilheteria Oficial
Shopping Via Parque – Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca – RJ
Segunda a Sábado das 11h às 20h
Domingo e Feriados das 13h às 20h
Em dias de shows o horário de atendimento sofre alterações. Confira a programação do local.
Meia entrada: A meia entrada é destinada para estudantes, jovens até 21 anos, jovens de baixa renda, professores, pessoas acima de 60 anos e PCD
Faixa etária: 18 anos  – menores, só acompanhando de um responsável
Capacidade da casa: 9 mil pessoas em pé ou 3.500 sentadas
Acessibilidade
anúncios patrocinados
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.