Festa Junina: comerciantes do Distrito Federal estão otimistas com as vendas este ano

O comércio do Distrito Federal está otimista com o retorno das festas juninas, interrompidas por dois anos devido à pandemia da covid-19. A animação é tanta que o setor espera vender entre 12% e 18% a mais de produtos típicos, na comparação com o mesmo período de 2021.

Expectativa com as vendas dos produtos para festas juninas é de crescimento entre 12% e 18%, segundo o Sindivarejista. No ano passado, o crescimento foi de 8% em relação a 2020, quando houve queda de 43% no movimento para a época, se observado o resultado de 2019.

De acordo com o Sindicato de Comércio Varejista (Sindivarejista), a expectativa é de que, neste ano, o gasto médio com roupas e outros itens seja de R$110, contra R$95 em 2021. Entre os lojistas, a previsão é melhor ainda, com aumento de 25%.

De acordo com o presidente do Sindivarejista, “A cadeia produtiva está liberada, então, vamos ter muitas festas juninas em escolas, clubes e igrejas”.

Ele destaca que os arraiais fazem parte da cultura de Brasília, e é uma das principais datas para o comércio varejista na capital. “Sempre temos um grande movimento. O DF possui diferentes públicos e tradições, e existe uma influência nordestina grande na cidade. É uma data muito celebrada aqui, então, vendemos muitas fantasias, alimentos típicos, roupas, decoração. Mesmo aqueles que não querem sair costumam aproveitar o espaço em casa para fazer algo”.

Dentre os elementos que muitos não abrem mão são os tecidos estampados, que dão o colorido típico da festa junina.

Dentre as mercadorias mais procuradas na loja, estão os doces típicos juninos como paçoca, pé de moleque, amendoim e doce de banana, além de comidas clássicas nessa festa, canjicas, caldos e variedades de receitas com milho.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui