As Caixeiras Cia. de Bonecas (15 Anos) encerram circulação pelo DF e promovem oficina gratuita

Companhia brasiliense de Teatro Contemporâneo de Formas Animadas completa 15 anos de atividades e iniciou as comemorações com uma circulação de repertório por diferentes Regiões do DF

 

As Caixeiras Cia. de Bonecas

 

Precursoras na pesquisa e difusão de Teatro Lambe-Lambe no DF, Amara Hurtado, Jirlene Pascoal Mariana Baeta, que formam a Cia., produzem e participam de festivais nacionais e internacionais, realizam circulação de peças, ministram oficinas, além de, através de processos colaborativos, concebem, dirigem e montam seus próprios espetáculos

 

 

Para celebrar esta caminhada de 15 anos, As Caixeiras Cia. de Bonecas promovem uma série de atividades até março do ano que vem com a estreia de três novos espetáculos, circulação de peças do repertório, além de oficina de Teatro de Objetos.

A programação tem como primeiras ações a circulação de espetáculos, até 6 de agosto, e a realização de uma oficina de Teatro de Objetos dias 15 e 16 de julho com Jô Fornari, artista e bonequeira de Santa Catarina.

Nesses 15 anos, a companhia criou 11 espetáculos teatrais e idealizou e produziu os projetos “As Caixeiras Circulando por Bibliotecas Públicas do DF”, “Hoje tem Teatro na Minha Escola”, “Teatro nos Jardins”, “Anima Brasília”, “Lobeiras” e duas edições do “Encontro Internacional de Teatro Lambe-Lambe de Brasília”.

Hoje, no Distrito Federal, As Caixeiras são a única companhia profissional que pesquisa e difunde o Teatro Lambe-Lambe. E seus espetáculos, projetos e oficinas, as fazem reconhecidas nacionalmente como uma companhia fundamental dentro desse estilo teatral genuinamente brasileiro. Conheça melhor a Companhia em www.ascaixeiras.com.

Contempladas no Edital de Manutenção de Grupo, pelo FAC – Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal, As Caixeiras Cia. de Bonecas dão início a uma agenda de atividades para celebrar seus 15 anos de atividades ininterruptas.

Sinopses dos espetáculos em circulação:

Trilogia Enquanto Houver: “Revoar”; “Amor de Cão!”; e “Amor – Título Provisório, Inalterável”.

Revoar – Espetáculo de Teatro Lambe-lambe, criado em 2020/21. Uma mulher carregada de ruídos externos e internos que a fazem chegar ao limite e cair para dentro de si mesma, para seu silêncio interior, e então se transformar. Técnicas: Bonecos de manipulação direta e sombra;

Amor de Cão! – Espetáculo de Teatro Lambe-lambe, criado em 2020/21. Apresenta a relação de afeto entre uma velinha e um cachorro, transformando a vida de cada um. Técnica: Bonecos de manipulação direta; e

Amor- Título Provisório e Inalterável – Espetáculo de Teatro Lambe-lambe, criado em 2020/21. Conta a história de um casal através de diferentes momentos e eventos, e as transformações que ocorrem nessa linha do tempo. Espetáculo de Objetos.

Caixa de Mitos – Criada em 2009, narra histórias da cultura brasileira que são ouvidas na infância, mas que precisam estar constantemente sendo recontadas para manter viva as riquezas do imaginário popular e cultural brasileiro. Nessa caixa mágica, que pode ser assistida por três espectadores por vez, apresenta-se os personagens: Saci, Boitatá, Curupira, Iara e o indígena caçador.

Serviço:

Trilogia Enquanto Houver: “Revoar”; “Amor de Cão!”; e “Amor – Título Provisório, Inalterável”, na Praça Zumbi dos Palmares do Setor Comercial Sul, no Plano Piloto, dia 23 de julho, sábado, a partir das 15h

Caixa de Mitos. Na Praça Central do Paranoá, dia 6 de agosto, sábado, a partir das 16h. O espetáculo já foi apresentado na Praça do Relógio de Taguatinga, dia 1º de julho

Os espetáculos têm duração de 2min30 a 6min30, a depender da peça e, em cada localidade, os espetáculos serão apresentados ao longo de 1h30. Todas as apresentações são gratuitas e de classificação indicativa livre para todos os públicos.

 

 

A Trilogia Coisas de Mulher, com as peças “A Mensagem”; “Ataque de Nervos”; e “Priscila, a Perereca”, já cumpriu temporada na Praça do Povo do Setor Comercial Sul, no Plano Piloto, dia 30 de junho, e na Praça dos Direitos de Itapoã, dia 2 de julho.

 

Oficina de Teatro de Objetos com Jô Fornari

 

Na oficina, participantes irão construir seus “museus de pequenos afetos”, com objetos pessoais e de valor afetivo, revisitando, a partir da memória, seus simbolismos, metáforas e signos. Esses [objetos] se tornarão instrumentos para a criação teatral, contação de histórias e instalação visual.

Com este exercício, as pessoas serão estimuladas a irem ao encontro de uma experiência sensível e profunda. “Ao resgatar um passado de lembranças, reencontramos nossa ancestralidade e, através dessa visita, criamos conexões entre o passado, o presente e o futuro”, compartilha Fornari.

A oficina gratuita com Jô Fornari vai acontecer no Instituto de Artes, da UnB, nos dias 15 e 16 de julho, sexta, das 19h às 22h, e sábado, das 10h às 17h, de graça. Mais informações e inscrições pelo telefone (61) 9.8402-3120 (WhatsApp).

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui