Concurso Senado 2022: página oficial é criada pelo órgão

O site disponibiliza aulas gratuitas, material de estudo e provas anterios

Tudo indica que o edital do novo concurso do Senado Federal não vai demorar para sair. Apenas vinte dias após o aval para a realização do certame, a Casa Legislativa já criou a página oficial do concurso público.

O site reúne as principais informações sobre a seleção, provas anteriores, documentos oficiais, material didático para estudo como livros para download gratuito, vídeo-aulas e cursos abertos à sociedade.

Confira aqui a página oficial do concurso do Senado!

De acordo com o órgão, o conteúdo disponibilizado é apenas um referencial para estudo. “Cabe ao candidato selecionar o material que considere mais adequado para sua preparação, visto que o site não determina o conteúdo das provas”, informou.

O Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), iniciativa do próprio Senado, disponibilizou cursos e videoaulas que apresentam o passo a passo da criação de leis no Senado e na Câmara.

A autorização do concurso do Senado Federal esquentou ainda mais a preparação dos concurseiros. A Casa Legislativa tem aval para o preenchimento de 19 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva. Os cargos oferecem uma das melhores remunerações iniciais do serviço público: até R$34 mil, além de estabilidade.

Os altos salários oferecidos pelo Senado chamam a atenção de todos os concurseiros. Porém, será quie você se enquadra nos requisitos? confira a seguir os cargos que serão contemplados, o número de vagas, as exigências mínimas e os salários:

Técnico legislativo – policial legislativo
Vagas 6
Requisitos nível superior completo em qualquer área e a Carteira Nacional de Habilitação na categoria B
Remuneração inicial R$20.410,07, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

 

Analista legislativo
Vagas 10 (sendo uma para cada uma das seguintes áreas: Administração; Arquivologia; Assistência Social; Contabilidade; Enfermagem; Informática Legislativa; Processo Legislativo; Registro e Redação Parlamentar; Engenharia do Trabalho; Engenharia Eletrônica e Telecomunicações).
Requisitos nível superior completo na área que deseja concorrer
Remuneração inicial R$26.880,04, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

 

Advogado
Vagas 1
Requisitos Bacharelado em Direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil
Remuneração inicial R$34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

 

Consultor Legislativo
Vagas 2 (sendo uma para Assessoramento em Orçamentos e uma para Assessoramento Legislativo)
Requisitos nível superior completo
Remuneração inicial R$34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

 

No início de abril, o Senado Federal recebeu autorização para seu tão aguardado concurso. A comissão que vai organizar o certame, porém, foi instituída no dia 13 de julho de 2021. O grupo ficará responsável por seguir os preparativos do edital, incluindo a escolha da banca organizadora.

Em 2019, um concurso para o Senado Federal foi autorizado com 40 vagas. Na época, uma comissão examinadora chegou a ser formada.

Os servidores integrantes do grupo elaboraram o projeto básico, receberam propostas de bancas organizadoras e indicaram o Cebraspe como instituição a ser contratada para aplicação das provas.

No auge da pandemia da Covid-19, em agosto de 2020, a comissão foi suspensa. A justificativa foi a contenção de gastos diante da situação epidemiológica.

Somente este ano, o processo foi retomado com uma nova autorização para o concurso público. Por essa razão, todos os preparativos foram reiniciados, inclusive, com a designação de uma nova comissão.

Concurso Senado: veja possível estrutura de provas

O projeto básico do concurso de 2019 trazia informações importantes, como cargos, vagas, estrutura de provas e disciplinas que serão cobradas. A tendência é a de que o próximo certame siga a mesma estrutura.

Segundo o projeto do edital, os candidatos seriam avaliados pelas seguintes etapas:

  • Policial legislativo: prova objetiva; prova discursiva; exame de sanidade física e mental; teste de aptidão física; exame psicotécnico; sindicância de vida pregressa e investigação social; prova de títulos.
  • Analista legislativo: prova objetiva; prova discursiva; prova prática (para especialidade de registro e redação parlamentar); prova de títulos.
  • Advogado: prova objetiva; prova discursiva; prova oral; prova de títulos.

Na época, não constava autorização para o cargo de consultor legislativo.

De acordo com o documento, as avaliações objetivas e discursivas seriam aplicadas em todas as capitais e no Distrito Federal. As outras fases ocorreriam somente na capital federal, inclusive a prova discursiva para o cargo de advogado.

A expectativa é de que essa estrutura seja mantida no próximo edital.

Concurso aguardado desde 2019

Em 2019 o concurso para o Senado Federal chegou a ser autorizado para o preenchimento de 40 vagas. Na época, uma comissão chegou a ser formada para tocar os preparativos do edital. O grupo, inclusive, elaborou o projeto básico e recebeu propostas de bancas organizadoras. O Cebraspe era cotado como favorito a ser contratado para aplicação das provas.

Porém, a comissão foi suspensa em agosto de 2020, no auge da pandemia. A justificativa foi a contenção de gastos diante da situação epidemiológica.

Agora, com a nova autorização para o concurso, a comissão será retomada. Com isso, o grupo poderá formalizar a contratação da banca organizadora.

Último concurso

O último certame ocorreu em 2012 e ofereceu chances para técnico, consultor e analista. Foram 246 oportunidades de níveis médio e superior. A concorrência geral foi de 642 candidatos por vaga. O posto que registrou o maior número de cadastros foi o de analista legislativo, com mais de 63 mil concorrentes.

 

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui