Um Arqueólogo encontrou o local da batalha bíblica entre anjo e 185 mil soldados

A batalha aparece na Bíblia em 2 Reis 19:35, que descreve a intervenção de um anjo enviado por Deus para lutar contra 185 mil soldados do rei Senaqueribe

 

Em pesquisa publicada recentemente na revista Near Eastern Archaeology, o arqueólogo Stephen Compton afirma ter encontrado o local em que ocorreu uma guerra entre um anjo e milhares de soldados há 2.700 anos.

A batalha aparece na Bíblia em 2 Reis 19:35, que descreve a intervenção de um anjo enviado por Deus para lutar contra 185 mil soldados do rei Senaqueribe, que cercava Jerusalém como parte de sua intenção de controlar todas as rotas através do deserto sírio que davam acesso ao mar Mediterrâneo.

“Sucedeu, pois, que naquela mesma noite saiu o anjo do Senhor, e matou no acampamento dos assírios cento e oitenta e cinco mil deles; e levantando-se pela manhã cedo, eis que todos eram cadáveres. Então Senaqueribe, rei da Assíria, partiu, e se foi, e voltou, e ficou em Nínive”, descreve a Bíblia.

Compton diz ter descoberto bases militares de 700 a.C. que correspondem ao que seria a reunião das forças do rei Senaqueribe. Os vestígios do suposto acampamento foram achados por meio de fotografias aéreas da região conhecida como Colina da Munição, em território atualmente pertencente a Israel.

Em texto publicado no site Popular Archeology, o arqueólogo descreve que uma cena esculpida nas paredes do palácio do rei Senaqueribe o ajudou em sua pesquisa. Uma gravura previamente descoberta mostrava a comemoração da conquista de Laquis, uma cidade ao sul de Jerusalém, pelas tropas do rei. “Comparando o cenário dessa imagem com características da paisagem real, foi criado um mapa virtual até o local do acampamento de Senaqueribe”, disse Compton.

O arqueólogo encontrou semelhanças entre os acampamentos em Laquis e na Colina da Munição. Assim como no desenho, a ruína encontrada por Compton tinha formato oval, uma característica dos acampamentos assírios. De acordo com o especialista, a colina ocupada pelo acampamento era conhecida como Jebel el Mudawwara — “A Montanha do Acampamento do Governante Invasor”.

Os resultados encontrados por Compton reforçam as semelhanças entre a conquista de Laquis e a Colina da Munição. De acordo com especialistas, as duas construções pertencem ao mesmo período e foram usados para fins militares durante os ataques de Senaqueribe. A colina, assim, coincide com os registros do chamado cerco de Jerusalém e com o local onde teria acontecido a batalha do anjo com os soldados.

O trabalho de Compton pode ajudar outros arqueólogos que buscam evidências de passagens bíblicas. Os métodos utilizados por ele podem ser aplicados para descobrir demais acampamentos militares e cidades destruídas pelo exército Assírio.

“Em alguns casos, também foi possível usar os campos recém-descobertos para localizar as cidades antigas que foram sitiadas pelo exército assírio, mas cujas localizações exatas eram desconhecidas ou incertas”, explicou Stephen Compton em artigo no Popular Archaelogy.

anúncios patrocinados
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.