Em VÍDEO a retirada do acampamento revolta manifestantes na Esplanada

0

Grupo afirma que a PM tem usado truculência na desocupação; um homem foi detido e liberado em seguida. Trânsito será liberado até o fim da tarde desta sexta (10)

 

Manifestantes que estão ocupando a Esplanada dos Ministérios desde segunda-feira (6/9) reclamam que a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) tem usado de truculência para a retirada dos acampamentos, nesta sexta-feira (10). Um homem foi detido, mas liberado logo em seguida.

“O pessoal da organização nos informou que temos autorização para ficar aqui até o dia 20 [de setembro]. Essa é uma ocupação legal, é nossa terra, do povo brasileiro. Exigimos um mandado de desocupação da polícia, mas não teve papo. Chegaram hoje de manhã e pediram para nós sairmos”, disse um homem que não quis se identificar.

“A polícia está todo dia nos incomodando. Já chegaram a jogar gás de pimenta em famílias no meio da madrugada. Somos civilizados, então estamos saindo na paz, mas não teve papo nenhum, só pediram para sairmos hoje de manhã”, disse uma mulher que também preferiu não se identificar.

A Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF) afirmou, em nota, que os manifestantes que ainda se encontram na região estão saindo voluntariamente. A pasta informou ainda que a previsão é de que toda a área esteja desocupada até o fim do dia.

Na quinta-feira (9), a força-tarefa do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), que cuida da desocupação da Esplanada, negociou com os grupos a retirada dos carros, grades e estruturas no local. Ao deixar o local, o batalhão foi ovacionado por grupos pró-governo.

Um outro militante, que também não se identificou, exaltou o trabalho dos policiais à reportagem. “Se eu pudesse destacar uma coisa aqui seria a cooperação entre a polícia e os manifestantes. Houve momento de tensão, mas conseguimos contornar tudo com a calma”, afirmou.

Trânsito liberado

Em nota, a SSP afirma que o trânsito de veículos nas vias N1 e S1 na Esplanada dos Ministérios — entre a Catedral e a Avenida José Sarney — foi liberado no início da tarde.

“O acesso à Praça dos Três Poderes segue restrito e protegido por grades e policiais militares. A área central de Brasília permanece sob monitoramento da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF) e forças de segurança locais, por meio do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob) e equipes em campo. O objetivo é garantir a segurança de todos que circulam na região. O policiamento permanece reforçado”, dizia o texto enviado à imprensa.

anuncio patrocinado
Anunciando...