Recife retoma nesta quinta-feira aulas presenciais da rede municipal

0

Atividades nas creches e escolas estavam suspensas desde março de 2020, quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados na capital pernambucana

 

Suspensas desde março de 2020, quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados na capital pernambucana, as aulas presenciais da rede municipal de ensino do Recife começam a ser retomadas nesta quinta-feira (22) por etapas. Neste primeiro momento retornam às salas de aulas os estudantes do 8º e 9º do Ensino Fundamental Anos Finais.

Na próxima terça-feira (27), será a vez dos alunos do 4º ao 7º do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais. Na última etapa, no dia 3 de agosto, a retomada contemplará os estudantes do 1º ao 3º do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Educação Infantil (Creche e Pré-escola) e as turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

De acordo com a Secretaria de Educação do Recife, para a retomada das atividades presenciais nas escolas e creches foram adquiridos mais de 300 mil máscaras; 7.500 face-shields; mais de 600 termômetros; além de totens para álcool gel; dispensers;  tapetes sanitizantes; pulverizadores; portas papel toalha, entre outros.

Além disso, foram instaladas novas pias em todas as escolas e creches municipais para que a higienização das mãos seja realizada com frequência, além de intervenções na estrutura para fortalecer o acesso à água, incluindo a ampliação da capacidade de armazenagem em várias unidades.

“Nosso maior objetivo é oferecer uma tranquilidade maior aos gestores, professores, demais profissionais e, principalmente, aos nossos estudantes. Então, é muito importante ressaltarmos que todas as nossas 321 unidades de ensino irão seguir as medidas estabelecidas no protocolo”, disse o secretário de educação, Fred Amancio.

Neste retorno, estudantes e profissionais de educação terão que seguir uma série de protocolos para evitar a transmissão do coronavírus. Com base no Protocolo Setorial da Educação (veja infográfico), produzido pelo Governo de Pernambuco, a Capital elaborou um Protocolo Sanitário.

Outro fator que contribuiu para o retorno das atividades presenciais é a vacinação contra Covid dos profissionais de educação que na Capital começou no final de abril.

Protocolos de retomada das aulas presenciais

Ensino híbrido
Mesmo com o anúncio da retomada das aulas presenciais, o ensino híbrido, que envolve atividades presenciais e não presenciais, será adoto pelo Recife. Pensando em estratégias que minimizem os impactos de aprendizagem e permitam que a Educação da rede municipal avance, a Secretaria de Educação lançou o EducaRecife, novo programa de ensino híbrido da rede. O projeto permite uma grande ampliação do volume de aulas transmitidas pela internet e por TV aberta, totalizando um total de 14h30 de aulas transmitidas diariamente em cinco canais digitais abertos.

“Órgãos como ONU, Organização Mundial de Saúde e Ministério da Educação entendem que a necessidade da retomada das aulas presenciais é urgente e muito importante. Não apenas em função dos prejuízos de aprendizagem para os estudantes, mas especialmente porque envolve todo processo de desenvolvimento da criança, segurança alimentar, uma série de aspectos que envolve escolas e creches”, acrescentou o secretário.

Sindicato
O Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere) decidiu ontem em assembleia manter as aulas remotas. No entanto, a Secretaria de Educação emitiu nota lembrando que a decisão não observa a determinação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) que, na última terça-feira (13), decidiu que será ilegal qualquer movimento de greve que o sindicato venha a deflagrar a partir do dia 22 de julho com o objetivo de prejudicar a retomada das aulas presenciais.

Outros municípios
O Recife é a primeira cidade da Região Metropolitana do Recife (RMR) a retomar as atividades presenciais. Os demais municípios estão com calendários de retorno previstos para os próximos meses. Em Jaboatão dos Guararapes, por exemplo, os alunos poderão retornar às salas de aula a partir do dia 4 de outubro. Será adotado esquema de rodízio, mantendo 25% dos alunos em salas de aula por turno.

Em Olinda, as atividades nas escolas também serão retomadas em 4 de outubro, gradativamente, começando com as turmas dos 2º, 5º e 9º anos. No dia 11 do mesmo mês, será a vez dos estudantes dos 3º, 4º e 8º anos. Por fim, em 18 de outubro, retornam os estudantes do 1º, 6º e 7º anos e educação infantil.

Em Ipojuca, o retorno das aulas presenciais acontece no dia 13 de setembro, de forma híbrida (50% com aulas remotas e 50% na escola). A retomada também será por etapa, começando com 9º e 5º anos. A cada oito dias um novo grupo retorna às salas de aula: 8º e 4º anos; depois 7º e 3º anos; em seguida 6º e 2º anos e por último o 1º ano junto com a educação infantil.

anuncio patrocinado
Anunciando...