“Meus pais ficaram em choque”, diz “Caveira” após tatuagens e mutilações

0

Fernando Oliveira, o “Caveira”, fala sobre reação de seus pais e também de pessoas nas ruas diante da transformação radical em sua aparência

 

São Paulo – A transformação alcançada nos últimos meses na aparência de Fernando Franco de Oliveira, de 44 anos, o Caveira, causou um choque em sua família.

Fernando Oliveira tatuou quase a totalidade de seu corpo. Depois, iniciou uma série de intervenções: mutilou o nariz e a orelha, bifurcou a língua, colocou próteses de chifre e dentes de vampiro.

A alteração drástica em corpo espantou os pais. E sua mãe, que enfrenta uma doença há três anos, ainda não chegou a ver a última intervenção, que resultou na mutilação do nariz.

Preocupado com a reação da mulher, o pai pediu ao filho que não mostrasse a mutilação mais recente. “Se ela me ver assim, acaba de morrer”, contou “Caveira” ao Metrópoles.

Segundo ele, sete em cada dez pessoas acham a figura dele interessante e pedem até pra tirar foto. “Querem mostrar pra família”, diz.

Mas existe uma parcela que fica em choque. Alguns chegam até a exclamar frases relacionadas à religião. “Fazem o pai nosso e dizem coisas como: ‘esse tá amarrado’, ‘satanás’ e ‘chuta que é macumba’.”

“Caveira”, no entanto, não pretende parar com as modificações e reconhece que ama ser diferente.

“Não pretendo parar. Quero colocar mais dois chifres e vou arrumar mais coisas para fazer”, antecipou.

anuncio patrocinado
Anunciando...