Padrasto é preso por estuprar 3 enteadas indígenas; duas das vítimas engravidaram

0

Adolescente de 13 anos deu à luz recentemente e está internada; filho seria do acusado

 

 

Um homem foi preso, nessa quinta-feira (15), sob acusação de ter estuprado três enteadas indígenas, com idades entre 11 e 15 anos. Duas das vítimas chegaram a engravidar e ter os bebês. Os investigadores suspeitam que o homem é o pai das crianças. O caso ocorreu em Oiapoque, área de fronteira no Norte do estado.

Uma perícia confirmou, na quarta-feira (14), que as vítimas de 11 e 15 anos foram estupradas pelo homem. A adolescente de 13 anos deu à luz recentemente e está internada. Devido a isso, ela ainda não prestou depoimento, nem passou por exames periciais.

À polícia, a adolescente de 15 anos contou que era estuprada desde os 13 anos e engravidou em decorrência dos abusos. As vítimas também relataram que sofriam ameaças do padrasto. O filho da adolescente de 15 anos está com cerca de um ano e também seria filho do acusado.

De acordo com a polícia, a mãe da vítima mantém um relacionamento com o acusado há 3 anos, e os abusos ocorreram durante esse período.

A investigação começou em fevereiro, quando, após denúncias, os policiais realizaram uma visita à casa das vítimas e conversaram com a família. A mãe, o padrasto e os menores (incluindo o irmão de 9 anos) negaram que teria ocorrido a prática criminosa.

Posteriormente, as vítimas se mudaram para a casa do pai biológico e contaram para a polícia que foram violentadas.

Nesta quinta, o Judiciário decretou a prisão preventiva do padrasto. No interrogatório feito na delegacia, ele preferiu ficar em silêncio.

anuncio patrocinado
Anunciando...