Polícia prende suspeito de atear fogo em morador de rua em SP

0

Vítima de 74 anos é cadeirante e permanece internada desde o dia 29. Polícia solicitou à Justiça a prisão temporária do homem

 

Foi preso o suspeito de atear fogo no morador de rua cadeirante, de 74 anos, na República, região central de São Paulo. O crime aconteceu em 29 de junho e a prisão ocorreu na noite desta quarta-feira (7) no Vale do Anhangabaú, também no centro.

Uma viatura da GCM (Guarda Civil Metropolitana) estava em patrulhamento pela região central, quando avistou o homem. Ele foi abordado e encaminhado à 1ª Seccional do Centro na condição de averiguado.

O delegado de plantão confirmou que era André Carvalho e que já havia um pedido de prisão temporária expedido contra ele. O homem foi preso e permanece na delegacia.

De acordo com informações da Record TV, a motivação do crime seria uma rixa por espaço. André costumava dormir em baixo da marquise e, quando viu o cadeirante no local, decidiu assustá-lo ateando fogo no cobertor. Esta é uma das hipóteses que será analisada pela Polícia Civil.

Ferido, o morador de rua continua internado. O estado de saúde dele é estável, mas precisa de tratamento específico para queimaduras. A identidade da vítima não foi divulgada.

O caso

Uma pessoa em situação de rua teve o corpo incendiado na noite de terça-feira (29), na República. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu na rua Dom José de Barros, número 111, por volta das 23h40.

A vítima foi socorrida e levada a um hospital da região por uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Pelas imagens de câmeras de segurança, é possível ver o momento em que uma pessoa com um cobertor nas costas ateou fogo no morador de rua que estava no chão, também encoberto pelo cobertor.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que o caso é investigado pelo 3º DP (Campos Elíseos). O autor do crime foi identificado e teve o pedido de prisão temporária solicitado à Justiça.

anuncio patrocinado
Anunciando...