Tik Tok influencia hábitos de compras e marcas investem na plataforma de vídeos curtos

0

Pesquisa aponta que 39% das pessoas já compraram algum produto ou contrataram algum serviço que foram indicados por alguém no TikTok

 

A quarta maior rede social em termos de usuários, segundo pesquisa da Infobase Interativa, tem feito parte da estratégia de marketing de grandes empresas. A plataforma de vídeos curtos Tik Tok é o espaço ideal para as marcas que desejam estabelecer uma maior conexão com o consumidor final.

Esse é um lugar interessante para as empresas que estão inteiradas sobre os hits e memes do momento e criam conteúdo em cima disso, bem como interagem em real time com os clientes. Essas são as principais formas de manter a imagem da marca em destaque entre o público.

Segundo pesquisa Opinion Box, 39% das pessoas já compraram algum produto ou contrataram algum serviço que foi indicado por alguém no Tik Tok. Dentro deste contexto, entra em destaque os chamados prosumers, consumidor ativo que pesquisa sobre a marca, produz conteúdo, gera insigths e compartilha sua experiência, sem que a própria marca faça nenhum esforço. Tudo isso, com um alcance muito grande.

Mas as possibilidades não param por aí. Também é possível aproveitar o formato de vídeos curtos para explorar e divulgar conceitos e propósitos do produto ou serviço oferecido. Além disso, a plataforma pode ser utilizada como um espaço para o desenvolvimento de branding de um negócio.

De acordo com a pesquisa anunciada pela agência MidiaKix, 80% dos profissionais de marketing têm trabalhado com influencers digitais atualmente e, ao que tudo indica, o investimento neste segmento deve alcançar o patamar de US$ 8 bilhões em 2021.

É por isso que os profissionais de marketing precisam abrir a mente e ampliar os olhares para novas oportunidades, como explica o consultor de transformação digital, Ricardo Martins. “Os profissionais de marketing mais antenados estão conscientes de que o Tik Tok é a plataforma ideal para trabalhar a criação de awareness (consciência da marca). Isso porque têm utilizado o app com o objetivo de firmar o primeiro contato com o consumidor em potencial, principalmente se o público for da geração Z ou Millennial”.

Com perfil semelhante, o Reels do Instagram também é uma boa estratégia para alcançar usuários na rede. “A grande sacada que as marcas precisam ter é que utilizar essas plataformas como estratégia de marketing lhe trará um custo benefício maior do que o investimento no marketing tradicional. Isso porque as pessoas estão concentradas no espaço digital. Além disso, ferramentas como Tik Tok e o Reels do Instagram, dispensam a utilização de anúncios, geram um engajamento orgânico e ainda auxiliam as empresas a levar consciência de marca, produto ou serviço a um novo consumidor”, explica Martins.

Embora ainda não tenha ficado bem definido como funcionam os algoritmos do Tik Tok – o que se sabe é que o app utiliza aprendizado de máquina para indicar os conteúdos com os quais os usuários irão interagir com mais facilidade – é explícito que a plataforma possui um forte poder de viralização.

“Assim como a maioria das redes sociais, o Tik Tok trabalha com o sistema de identificação, ou seja, a ferramenta identifica, especialmente, vídeos semelhantes aos visualizados pelo usuário e com os quais ele interage antes e ‘sugere’ novos vídeos dentro daquele perfil. O diferencial do Tik Tok é a sua capacidade de qualquer vídeo viralizar em questão de minutos, da noite para o dia, virando até mesmo um hit, uma trend ou um meme”, explica o consultor em transformação digital.

Sem dúvida alguma a plataforma é um verdadeiro espaço criativo. Sua infinidade de recursos criativos, dublagens, danças coreografadas, storytellings, a vasta capacidade de conteúdos e, principalmente, seu poder de propagação rápida, podem ser grandes aliados das marcas, basta saber usá-la.

 

Ricardo Martins

Com mais de 15 anos de experiência em marketing e desempenho digital, Ricardo Martins, atualmente, é Consultor de Transformação Digital na Pon Digital Consulting. Ao longo de sua carreira teve a oportunidade de trabalhar com serviços relacionados à relações públicas, marketing, gerenciamento de projetos, Business Intelligence, tecnologia, User Experience, entre outros. Sendo executivo de grandes agências e empresas, o profissional liderou equipes e projetos de grandes players do mercado, dentre eles: Spotify, Procter and Gamble, Johnson e Johnson, Fiat, Jeep, Sodexo, Itaú, Renault, Pernambucanas e Nextel.

anuncio patrocinado
Anunciando...