Padaria Cardabelle, no Dia do Panificador, celebra seguir em atividade

0
Foto: Emanuelle Sena

Em 08 de Julho é celebrado o Dia do Panificador, uma profissão que nem a pandemia parou

 

No cenário de pandemia, a panificação foi considerada serviço essencial no Distrito Federal. Enquanto muitos estabelecimentos precisaram fechar portas, as padarias seguiram fornecendo o pão de cada dia à população. Celebrado em 08 de Julho, o dia do Panificador (Padeiro), é uma boa ocasião para lembrar a capacidade de reinvenção, adaptação, superação de crises e oferta de serviços que atendem a população de forma contínua.

A Padaria Cardabelle atravessa esse período tão difícil para todos, chegando aos quase 4 anos em atividade, fazendo as mudanças necessárias para garantir a produção diária e a segurança da equipe em face à pandemia e seus efeitos, manter o máximo de empregos possível, usando as redes sociais para se aproximar da clientela em tempos de distanciamento e isolamento social. Mestre Padeiro e empreendedor, o francês radicado em Brasília, Benoît Rataboul, explica que produtos usados na panificação têm subido de preço.

SUSPENSÃO – Outro fator indesejável, mas necessário e fielmente seguido, foi a suspensão de atendimento nas mesas, que impactou no faturamento, mas era uma medida necessária para “segurança da clientela e dos recursos humanos. Atender direto aumenta as vendas e a clientela quer muito que volte. Nossa previsão de reabertura é para o segundo semestre”, explica ele, prevendo o avanço da vacinação.

SEGURANÇA – Os cuidados com a saúde da equipe e da clientela trouxe gastos extras para vários setores, inclusive o de panificação, pois tornou necessário fornecer álcool em gel, EPIS para a equipe, como máscaras e luvas, limpeza específica. Esses gastos, segundo Rataboul, não chegam a impactar tanto nos custos da Padaria Cardabelle, mas ele avalia que num cenário de menor faturamento, qualquer gasto a mais é um custo extra que é absorvido, mas nem sempre é totalmente repassado.

Tivemos que nos adaptar, manter a qualidade do serviço, proteger funcionários/as com equipamentos e rotinas mais extensas de limpeza, além de afastar por alguns dias 3 ou 4 pessoas que tiveram suspeita de Covid, mantendo a remuneração. O Mestre Padeiro acredita que o momento não está fácil para ninguém. Afeta quem emprega, quem trabalha, os/as clientes, “todo mundo sofre, de alguma maneira, com a pandemia”. Conseguir continuar com o empreendimento, diante do cenário tão difícil, já é um motivo para celebrar o 8 de Julho.


SERVIÇO – Dia do Padeiro em Pandemia

Local/Horários: SHCN 403, bloco E (Cardabelle) – Diariamente, das 8h às 19:45

Telefones: 61 3033-6684 / 61 9226-5084
Redes: https://www.instagram.com/cardabellepadaria/

anuncio patrocinado
Anunciando...