Atenção! Tosse em excesso pode ser um sinal de problema no coração

0


A tosse cardíaca pode ser sinal de mau funcionamento do órgão ocasionado por insuficiência cardíaca

Você já ouviu falar em tosse cardíaca? Sim, ela existe e pode ser um indicativo de que há algo errado com a saúde cardiovascular do paciente. Apesar de, na maioria das vezes, ser associada a gripes, resfriados ou outros problemas pulmonares e respiratórios, a tosse também é um indício comum quando causada por agentes irritantes, que vão desde fumaça, gases e o uso de tabaco até a deglutição ou ingestão inadequada de bebidas e alimentos.

Contudo, conforme explica o cardiologista hemodinamicista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Ernesto Osterne, a tosse relacionada ao coração muitas vezes passa despercebida. Chamada de tosse cardíaca, o problema pode ser considerado um sinal do mau funcionamento do órgão, ocasionado por insuficiência cardíaca.

“Geralmente o problema acontece quando o coração está debilitado e se torna incapaz de bombear adequadamente o sangue pelo corpo para o cumprimento de todas as funções. É normal o nosso corpo emitir sinais de que algo não vai bem e a tosse pode ser um indicativo. Por este motivo, cuidar e monitorar a saúde do coração é essencial”, pontua o especialista.

O médico ainda detalha que quando estamos com algum problema cardiovascular, o corpo pode enviar um alerta em forma de tosse, pois, ao deitar, ocorre um aumento do retorno de sangue para o coração, que aumenta a congestão pulmonar e estimula o ato de tossir.

Segundo Ernesto Osterne, algumas doenças cardíacas podem ser observadas por meio de sinais e sintomas, como por exemplo falta de ar, cansaço fácil, palpitações, inchaço nos tornozelos ou dor no peito.

“O nosso coração não fica só no peito. A gente costuma dizer que ele passeia por todo o organismo. Assim, os sintomas que indicam algum problema de coração podem ser manifestados em várias partes e vão muito além da dor no peito e da falta de ar”, alerta.

O médico pontua que as doenças cardiovasculares são tidas como silenciosas, mas que uma percepção mais aguçada do próprio corpo e uma rotina de cuidados médicos podem fazer com que sinais sutis sejam notados. Ele relembra que o cuidado com a saúde do coração deve ser preventiva, considerando os sintomas, por menores que sejam, para que o órgão possa executar, com eficácia, seu trabalho de levar sangue e nutrientes para todo o organismo.

anuncio patrocinado
Anunciando...