Laudo aponta que idosa assassinada sofreu abuso sexual

0

Os filhos não escutaram nenhum barulho fora do comum; entenda o caso

 

O Jornal Cidade Alerta conversou com os filhos de Dona Ortília, de 78 anos. Ela foi encontrada morta, na madrugada de sábado (3), dentro de casa, em Suzano (SP). A polícia e a família desconfiam que a idosa tenha sido assassinada por alguém próximo; entenda o caso

No terreno de Ortília, fica a casa de um dos filhos e, ao lado, a da filha. Ela sempre desejou ter a família por perto. No dia do assassinato, ninguém ouviu barulhos fora do comum

A família desconfia que foi alguém conhecido, pois o cachorro latia para pessoas que não eram da família. Nessa noite, o cão não fez barulho. Ortília foi assassinada por asfixia e, de acordo com o laudo, sofreu abuso sexual

Ortília sempre foi independente e, mesmo aposentada, continuava trabalhando em uma loja própria. No dia em que foi assassinada, ela havia acabado de receber a aposentadoria e estava com o dinheiro em casa, que foi levado por quem cometeu o crime

Por medo, os filhos não quiseram se identificar. A filha mais velha explicou que Ortília fazia de tudo para a família e os defendia até se estivessem errados

O filho mais novo de Ortília, que a encontrou morta, passou a viver na mesma casa há cerca de três meses. Ele relatou que a mãe se dava bem com os vizinhos e não tinha nenhum envolvimento amoroso

De acordo com o relato do filho, Ortília estava no chão, sem roupas e com as mãos nas costas. Ele revelou que o portão e a porta da residência estavam abertos. Agora, a polícia está investigando quem poderia ter cometido o crime.

anuncio patrocinado
Anunciando...