Mulher com X na mão pede ajuda em farmácia de SC; entenda o caso

0

Vítima de violência doméstica foi até um estabelecimento localizado no Centro de Rio dos Cedros e denunciou o marido agressor

 

Uma mulher, vítima de violência doméstica, aproveitou uma campanha do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para denunciar o marido agressor no Vale do Itajaí. A vítima, de 40 anos, foi até uma farmácia localizada no Centro de Rio dos Cedros e com um X vermelho na mão, alertou um dos atendentes, que acionou a Polícia Militar.

A mulher estava junto da filha de 10 anos e contou à polícia que o marido a havia agredido e também feito ameaças de morte contra ela e a filha. Conforme a vítima, o agressor também possuía uma arma e com frequência utilizava ela para intimidar a mulher.

O homem chegou a levar a mulher na farmácia, mas ao suspeitar da movimentação no estabelecimento, fugiu e não foi mais localizado. A PM foi até a casa da vítima, onde localizou e apreendeu uma espingarda calibre 32 e também 13 munições do mesmo calibre.

A polícia chegou a realizar rondas pela região, mas o agressor não foi mais localizado. Em conversa com a reportagem do ND+, o tenente da Polícia Miliar, Diego Knoener, informou que a PM continuará a realizar rondas próximo à casa da vítima, caso o suspeito retorne.

O que significa o X vermelho?

Em junho de 2020 o Conselho Nacional de Justiça lançou a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica. A campanha é feita em parceria com farmácias de todo o país, onde os atendentes são instruídos a acionar a polícia ao receber uma vítima com um “X” vermelho em uma das mãos.

Campanha Sinal Vermelho do Conselho Nacional de Justiça – Foto: Divulgação/CNJ/ND
anuncio patrocinado
Anunciando...