Espertinha!!! Veterinária frauda sistema e toma terceira dose de vacina contra covid em SP

0

Imunizada com a Coronavac desde março deste ano, ela procurou um posto isolado para receber a dose única da Janssen. Prefeitura de Guarulhos enviou ao MP pedido de investigação

 

“Agora me sinto mais protegida, é dose única e estou liberada para viajar.” A frase da veterinária Jussara Sonner poderia ser dita por qualquer novo imunizado contra a covid-19, mas é, na verdade, a comemoração de uma fraude. Moradora de Arujá (SP), a paulista procurou novamente o sistema de vacinação da cidade de Guarulhos para tomar a dose única da Janssen, três meses depois de ter completado a imunização com a CoronaVac.

Ela utilizou o Facebook e o Instagram para compartilhar com conhecidos a informação na quarta-feira (30/6). “Sei que nenhuma vacina é totalmente segura pois não houve tempo para a realização dos testes. Mas como no início do ano tomei a vachina (sic) estava bastante incomodada com isso. Esperei o tempo necessário e hoje consegui tomar a da Janssen”, declarou nas redes.

Sei que nenhuma vacina é totalmente segura pois não houve tempo para a realização dos testes. Mas como no início do ano tomei a vachina (sic) estava bastante incomodada com isso. Esperei o tempo necessário e hoje consegui tomar a da Janssen", declarou Jussara nas redes
Sei que nenhuma vacina é totalmente segura pois não houve tempo para a realização dos testes. Mas como no início do ano tomei a vachina (sic) estava bastante incomodada com isso. Esperei o tempo necessário e hoje consegui tomar a da Janssen”, declarou Jussara nas redes(foto: Brasil Fede Covid)

A veterinária acredita em tratamento precoce e tem diversos posts no Facebook de apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que afirma ainda não ter tomado nenhum imunizante contra a doença, mesmo sendo parte do grupo prioritário. O chefe do Executivo também já criticou a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac. Por vezes, nas redes sociais, a veterinária criticou a vacina chinesa, produzida pelo Butantan em São Paulo. Mesmo assim, ela foi imunizada em 9 de fevereiro, com a primeira dose, e em 2 de março, com a segunda.

Cartão de vacina da primeira imunização, entre fevereiro e março deste ano. A veterinária recebeu o imunizante CoronaVac, o qual ela desconfiava ser falso
Cartão de vacina da primeira imunização, entre fevereiro e março deste ano. A veterinária recebeu o imunizante CoronaVac, o qual ela desconfiava ser falso(foto: Brasil Fede Covid)

Para conseguir fraudar o sistema, a veterinária afirma ter procurado um bairro “meio que de favela” em Guarulhos onde não havia internet nem computadores para checagem de dados. “Uma sorte! Anotaram meus dados numa folha timbrada. Quando cair no sistema será tarde demais”, comemorou, ao responder a sobrinha em um comentário.

Jussara é bolsonarista e mostrou apoio ao presidente Bolsonaro por diversas vezes nas redes sociais
Jussara é bolsonarista e mostrou apoio ao presidente Bolsonaro por diversas vezes nas redes sociais(foto: Facebook/Reprodução)

A denúncia foi feita pela página do Instagram Brasil Fede Covid. Após a repercussão do caso nas redes sociais, a veterinária tornou a conta do Instagram privada.

Em contato com Jussara pelo Facebook, mas não obteve resposta até a mais recente atualização desta reportagem. Depois de alguns minutos, ela desativou a conta na rede social.

Prefeitura de Guarulhos encaminhou denúncia ao MP

Em nota, a Prefeita de Guarulhos informou que uma denúncia contra a veterinária foi encaminhada ao Ministério Público Estadual a pedido do prefeito da cidade, Guti (PSD). Também afirmou que “não se pode fechar os olhos para abusos e fraudes que visem burlar o sistema” e classificou a fraude como “abuso baseado em motivações desprovidas de amparo científico que podem prejudicar grupos prioritários”.

A Secretaria Municipal de Saúde de Guarulhos também abriu uma investigação interna para verificar a falha que permitiu a fraude da veterinária.

Em um post, a veterinária afirma que quem não acredita em tratamento precoce e que lockdown "mata", "está sendo manipulado"
Em um post, a veterinária afirma que quem não acredita em tratamento precoce e que lockdown “mata”, “está sendo manipulado”(foto: Facebook/Reprodução)

 

anuncio patrocinado
Anunciando...