Astrônomos descobrem cometa que pode ser o maior da história

0

Enorme rocha tem entre 100 e 200 quilômetros de diâmetro e massa mil vezes maior do que de outros cometas estudados

 

 

Pedro Bernardelli e Gary Bernstein, dois astrônomos da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram, em meados de junho deste ano, o cometa que, possivelmente, é o maior já registrado na história. Outros cientistas chegaram a observar o mesmo corpo rochoso no espaço, em 2014, mas não conseguiram confirmar que se tratava de um cometa a partir dos dados coletados.

O astro tem entre 100 e 200 quilômetros de diâmetro e massa mil vezes maior do que a da maioria dos cometas já estudados. O Halley, um dos mais conhecidos pela população em geral, por exemplo, tem aproximadamente 5,6 quilômetros de diâmetro.

Segundo a Nasa, agência espacial norte-americana, não existe o risco de uma colisão do cometa Bernardelli-Bernstein, como foi chamado, com a Terra. No entanto, um possível impacto com a superfície do planeta poderia causar desde mudanças no clima até acabar com a humanidade. O asteroide que provocou a extinção dos dinossauros teria 11 quilômetros de diâmetro e formou no local do choque uma cratera de 200 quilômetros

O corpo celeste deve atravessar o Sistema Solar interno, região onde orbitam Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, até 2031 e provocar um verdadeiro espetáculo para nós, aqui na Terra, uma vez que esta será a primeira vez que ele chegará tão próximo do Sol em milhões de anos.

anuncio patrocinado
Anunciando...