IZABELLA ROCHA LANÇA “CASA DE BONECAS”

0
fotos: Sylvio Lima

“Casa de Bonecas” é o nome do minidoc que a cantora Izabella acaba de lançar em seu canal de Youtube. O trabalho, que é um desdobramento de “Carta pra Ele”, canção autoral de Izabella, vem aí como a produção audiovisual mais esmerada relacionada ao álbum “Bella”.

 

É um trabalho que vai além dos minidocs já lançados, pois carrega características tanto de documentário como de vídeoclipe, com direito a encenação de palco, já que o ponto de partida para a criação da música foi minha experiência no teatro, com a peça ‘Casa de Bonecas’, de Ibsen“, conta Izabella.

 

Sobre a música que inspira o minidoc, a artista explica: “Neste álbum, apesar de a ideia inicial focar apenas na intérprete, a ‘Carta’ meio que pulou da gaveta e se encaixou, perfeitamente, no repertório”, conta Izabella, que explora no trabalho atual um estilo que denomina “jazz e afins”.

 

A música, construída com a pegada do ‘gipsy jazz’, é uma adaptação de um texto– literalmente uma carta–, que izabella escreveu durante um curso de teatro. Para a peça de fechamento do curso, como exercício de criação da personagem que interpretou (Nora- Casa de Bonecas, do dramaturgo Henrik Ibsen), ela escreveu muita coisa, entre elas a carta que foi do teatro para o estúdio. E é neste clima, com uma linguagem cinematográfica que remete ao fim do século XIX, no contexto revolucionário imortalizado pelo dramaturgo em relação ao papel delegado às mulheres, que o minidoc foi concebido.

 

A obra, que leva a assinatura da diretora Luciana Martuchelli, com fotografia de Sylvio Lima, é a 5º a ser lançada. Pela ordem, já foram apresentados “Um Novo Voo” (O Carcará e a Rosa), “Tirando os Véus” (Misteriosa Atração), “Pele sobre Pele” (Tambor) e “Legado” (God Bless the Child)”. Ao final do lançamento segmentado que a cantora vem fazendo desde 2020 do seu álbum, serão nove minidocs, um para cada single.

 

 

Sobre Izabella Rocha 

Com 25 anos de carreira, a cantora Izabella Rocha iniciou sua trajetória solo em 2016 e encontra-se no meio do lançamento de seu segundo álbum solo: “Bella”. Fundadora do Natiruts (1996), que está entre as principais bandas do Brasil, como backing vocal e cantora, ela gravou cinco discos de estúdio com esta banda: “Nativus” (1997), “Povo Brasileiro” (1999), “Verbalize” (2001), “Qu4tro” (2002) e “Nossa Missão” (2005) – e fez centenas de shows.

 

Em 2006 saiu em busca das raízes musicais e, no ano seguinte, criou – ao lado de Bruno Dourado (percussão) e Kiko Péres (guitarrista), também ex-integrantes do Natiruts – o grupo InNatura, com o qual gravou mais três álbuns: o ao vivo “Um Artista Brasileiro” (2007, lançado em DVD), “Bossa Ragga” (2010) e “Innatura 3” (2013).

 

Com a maternidade – ela é mãe de Gabriela, Rafael e Elis –, entrou em contato profundo com a feminilidade e reforçou sua ligação com a natureza do planeta Terra, verdadeira útero para toda a vida. Esta foi a base de “Gaia”, o primeiro disco solo e autoral, lançado em 2016, celebrando seus 20 anos de carreira com letras inspiradas pelo Sagrado Feminino e pela Mãe Natureza.

 

Em 2021, Izabella Rocha dá continuidade ao lançamento do álbum “Bella”, onde mescla influências do Jazz, Reggae, Soul, Samba Jazz e Bossa Nova, entre versões diversas e músicas inéditas. Em tempos de pandemia, a cantora aposta em um lançamento gradual, com a apresentação segmentada de músicas, minidocs e lives. Até o momento, de nove canções, foram lançadas seis: “O Carcará e a Rosa”, “Three Little Birds”, “Misteriosa Atração”, “Tambor”, “Carta pra Ele” e “God Bless the Child”.

 

Serviço:

Minidoc “Casa de Bonecas”

Álbum “Bella”, de Izabella Rocha

Youtube: Izabella Rocha

 

 

Canais IZABELLA ROCHA

YouTube: Izabella Rocha

Instagram e Facebook: @IzabellaRochaOficial

Spotify: Izabella Rocha

anuncio patrocinado
Anunciando...