PM suspeito de matar prima para receber seguro de R$ 15 milhões é preso

0

Na quinta-feira (17/6), os investigadores já haviam prendido outro suspeito de envolvimento no crime; ele foi localizado em Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte

 

 

A Polícia Civil de Minas de Gerais (PCMG) informou nesta terça-feira (22/6) que um policial militar da ativa, de 35 anos, foi preso em Muriaé, na Zona da Mata, suspeito de assassinar a prima, de 34.

O objetivo do crime seria o recebimento de um seguro de vida dela, estimado em mais de R$ 15 milhões.

As diligências – cumpridas durante a “Operação “INTIMUS” e que contaram com apoio da Polícia Militar – resultaram na prisão do suspeito na tarde dessa segunda-feira (21/6).

Na última quinta-feira (17/6), os investigadores já haviam prendido outro suspeito de envolvimento no crime, de 39 anos. Ele foi localizado em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O homicídio aconteceu em 1º de junho, no salão de beleza da vítima, em Muriaé. Conforme a PCMG, a mulher, que chegou a ser socorrida com vida, disse que tinha sido roubada.

Na ocasião, o autor desembarcou de um veículo sem placas, furtou o celular dela e, em seguida, atirou cinco vezes contra a vítima. Os disparos atingiram as pernas e o tórax. Ela foi levada para o hospital, mas teve a morte confirmada em 3 de junho.

A Polícia Civil esclareceu que o autor é suspeito de forjar documentos para recebimento de indenizações relativas a seguros de vida contratados em nome da vítima. A investigação apontou que os valores ultrapassam R$ 15 milhões.

O suspeito preso nessa segunda-feira foi conduzido pela Polícia Militar à delegacia para ser ouvido e, posteriormente, transferido para uma unidade prisional em Ubá, na Zona da Mata.

anuncio patrocinado
Anunciando...