Por falta de coveiros em cemitério, família tem de sepultar parente

0

A família de um idoso de 78 anos — que morreu em decorrência de complicações da covid-19 — relatou que precisou tirar o caixão do carro funerário, levar até a cova e enterrá-lo

 

Além de perder Manoel Pinheiro da Silva em decorrência de complicações da covid-19, no último domingo (7/6), a família teve de enterrar o idoso, de 78 anos, pela ausência de coveiros. O caso ocorreu na cidade de Riacho dos Cavalos, no sertão da Paraíba.

As informações são da TV Cabo BrancoTV Paraíba e do portal G1 Paraíba.

De acordo com a família, o idoso morreu no Hospital de Pombal (cidade vizinha), após uma internação por conta da covid-19. Os familiares então providenciaram uma carro funerário para levar o corpo até o cemitério de Riacho dos Cavalos, onde tiveram de realizar o sepultamento.

Testemunhas gravaram os momentos de agonia da família, com os sobrinhos do homem carregando o caixão. Os familiares contaram que pagaram um homem para fazer o buraco da cova, e depois tiveram de cobrir.

A Secretaria de Saúde de Riacho dos Cavalos informou ao portal G1 Paraíba que vai procurar os coveiros responsáveis pelo trabalho para averiguar o que ocorreu no momento da chegada do idoso. A secretaria informou ainda que só comentará o caso após acionar a assessoria jurídica do município.

anuncio patrocinado