E se for verdade? Jovem deixa emprego e cidade após expor contato com E.T. louva-deus

1

Ex-operário de fábrica conta que esteve diante de criatura de 2,13 m e acabou sendo visto como ‘louco’ por colegas de trabalho

 

Em 16 de julho de 2020, a humanidade já enfrentava, ainda sem muitas alternativas, a pandemia do novo coronavírus. Nesse mesmo dia, o jovem operário de uma fábrica de ração para cachorros em Warwick, na Inglaterra, não viveu apenas o receio de contrair a covid-19. Mas também, o medo de um E.T. com aspecto de louva-a-deus, poderes telepáticos e 2,13 m de altura.

Ao menos, essa é a descrição da suposta criatura que Paul Froggatt, 26, alega ter encontrado após encerrar um turno de trabalho de 12h. Os detalhes desse Contato Imediato de Quarto Grau (CI-4) foram revelados pelo rapaz ao tabloide britânico Daily Star.

Paul conta que saiu de bicileta da fábrica por volta das 5h da manhã, quando viu algo estranho no céu: “Uma esfera laranja brilhante pairando no horizonte”, lembra.

“Parei para tirar algumas fotos. Foi quando começou a se mover e a girar.” Nesse momento, ele sentiu que algo estava errado e decidiu pedalar o mais rápido possível para casa.

Esfera laranja e brilhante fotografada por Paul

Esfera laranja e brilhante fotografada por Paul

REPRODUÇÃO/PAUL FROGGATT, VIA DAILY STAR

“Podia jurar que o objeto me seguia, mas disse a mim mesmo que era algum tipo de ilusão de ótica.” No entanto, ao entrar em uma área arborizada, o jovem perdeu o contato visual com a coisa. O que não diminuiu em nada a sensação de que algo bizarro estava em curso.

“Normalmente, a essa hora da manhã, há um coro de pássaros e insetos, mas a floresta estava em um silêncio mortal.” Apesar do espanto, ele continuou, sem imaginar que o pior ainda estava por vir.

Ao entrar em uma curva, Paul ficou a poucos metros de um ser jamais enquadrado pela taxonomia terráquea: “Tinha todas as características de um louva-a-deus, mas se apoiava em duas pernas e com uma forma próxima à humana.”

Mesmo paralisado pelo pavor da experiência, o jovem sentiu a criatura ler a mente dele, enquanto ele lia a mente da criatura. “Meu medo foi substituído por pensamentos completamente estranhos de ódio absoluto e maldade, que sentia projetados daquela coisa”, descreveu.

Camisa estampada com E.T. Louva-a-Deus desenhado por Paul

Camisa estampada com E.T. Louva-a-Deus desenhado por Paul

REPRODUÇÃO/PAUL FROGGATT, VIA DAILY STAR

Paul garante que não estava sob efeito de nenhuma substância ilícita naquele dia. O que não suavizou a maneira como as pessoas próximas o interpretaram. Ele não apenas se demitiu da fábrica de ração para cachorros, onde disse ter sido considerado maluco por colegas, como também se mudou para Londres. “Estou muito melhor, comecei a trabalhar na construção civil e tudo corre bem”, informou.

Apesar dos receptores da história não reagirem conforme o esperado, o jovem conseguiu se conectar com pessoas que passaram por experiências semelhantes e mergulhou de cabeça em publicações sobre ufologia.

Além disso, familiares e pessoas próximas tem lidado bem com a repercussão e as mudanças. Paul inclusive ganhou uma camisa estampada com o E.T. louva-a-deus desenhado por ele para o Daily Star. “É muito importante para mim ver o humor que as pessoas conseguem enxergar na história”, pontua.

anuncio patrocinado