O poder por trás do aprendizado de uma nova habilidade

0

Desafiar seu cérebro com algo que você nunca fez antes pode trazer inúmeros benefícios para seu bem-estar

 

Uma coisa que a pandemia nos ensinou é que nunca é tarde para aprender uma nova habilidade.

Da costura ao aprendizado de um idioma, muitos de nós temos usado nosso tempo para experimentar algo novo – e esse tem sido um tempo bem gasto.

Quais são os benefícios de tentar algo novo?

Não há dúvida de que todos Temos uma vida muito agitada. Por isso, encontrar tempo para aprender uma nova habilidade pode exigir algum esforço, mas os benefícios para nosso cérebro valem a pena.

Além de melhorar nossa concentração e instigar a autorreflexão, também pode remodelar sutilmente e de maneira muito importante nosso cérebro.

Em outras palavras, aprender uma nova habilidade é como um treino para o nosso cérebro.

Se você está desafiando seu cérebro com algo que nunca fez antes, você pode reduzir o estresse, criar novas conexões cerebrais, liberar dopamina, ficar mais feliz, melhorar no malabarismo de tarefas e potencialmente se tornar mais inteligente também.

Entrando no ‘fluxo’

Pode parecer contra-intuitivo adicionar mais coisas à sua lista de tarefas quando você está estressado, mas há evidências de que aprender algo novo pode ser uma das maneiras mais eficazes de reduzir o estresse e acalmar o corpo.

Em um estudo, participantes tiveram que “fazer algo novo” ou “fazer algo relaxante”. E foram os participantes que fizeram algo novo que tiveram os níveis de estresse reduzidos.

Alunos em uma sala de aula de língua

Getty Images
Aprender um novo idioma é uma das atividades mais poderosas para o cérebro

Além disso, quando você está se concentrando na tarefa em questão, pode entrar em um estado descrito como “fluxo”, em que fica completamente submerso no momento, “pausando” o mundo exterior. É um estado semelhante ao da meditação.

E quando fazemos um hobby de que gostamos, nosso cérebro libera dopamina, um antidepressivo natural.

Além disso, uma nova tarefa acalma a parte frontal do cérebro, o que geralmente ajuda você a analisar e questionar seu próprio comportamento, para que você se torne menos crítico em relação às suas ações.

Além disso, quanto mais engajado na tarefa você estiver, mais benefícios cognitivos terá.

Reconstruindo seu cérebro e mantendo-o saudável

Aprender uma nova habilidade não apenas ajuda a sua saúde mental, mas também pode mudar a maneira como seu cérebro é conectado – ajudando a estimular o crescimento de novas células cerebrais e novas conexões.

Muitas vezes temos a impressão de que aprender algo novo ou adquirir novos hobbies, como aprender a tocar piano ou um novo idioma, é algo que só podemos fazer quando crianças, quando nosso cérebro pode se adaptar melhor a coisas novas.

Mas uma pesquisa recente está mostrando que a plasticidade do nosso cérebro perdura até a velhice – muito mais tarde do que se pensava – e aceitar o desafio de aprender coisas novas em qualquer idade traz uma série de benefícios.

Que tipo de atividade você deve escolher?

O professor Alan Gow, da Heriot-Watt University (Escócia), tem pesquisado o impacto de novas atividades em nossos cérebros. Especificamente, se começar uma nova atividade pode ajudar nossas habilidades de pensamento e memória à medida que envelhecemos.

Em suas pesquisas, Gow pede que participantes comecem a praticar novas tarefas: um novo idioma, habilidades computacionais ou algo mais criativo ou artístico.

Gow menciona que as novas atividades podem melhorar a velocidade de pensamento ou do “processamento” do cérebro, além da memória – dois elementos que experimentam um declínio na velhice.

São as atividades que envolvem uma combinação de elementos físicos, mentais e sociais que parecem ser particularmente benéficas – e a chave é encontrar uma que seja adequada para você.

“O que pode mudar minhas habilidades de pensamento pode não mudar as suas”, diz Gow.

Pessoa costurando/fazendo tricô

Getty Images
Aprender a costurar ou fazer tricô pode ser desafiador para o cérebro e, por isso, fazer muito bem

Portanto, se você está tentando algo novo, tente incorporar elementos que o tornem social, ativo e mentalmente desafiador.

Há muitos benefícios em experimentar algo novo, mesmo na velhice – desde melhorar o número de células cerebrais a mais benefícios psicológicos que têm efeitos surpreendentemente amplos sobre como você se vê e interage com os outros.

O que aprender?

A BBC lista abaixo algumas sugestões de habilidades que podem beneficiar seu cérebro.

– Desenho: o desenho envolve coordenação motora, mapeamento 3D e orientação espacial.

Pode parecer uma atividade agradável, fácil e relaxante, mas você realmente está fazendo algo bom para o seu cérebro, principalmente se não desenhar a mesma coisa todas as vezes.

Cada nova configuração e tema representará um novo desafio e trabalhará seu cérebro de novas maneiras, desde melhorar sua consciência espacial até sua coordenação física.

Pode também diminuir sua resposta ao estresse. E você não precisa ser bom nisso para obter os benefícios!

– Aprenda um idioma: Outra ótima atividade é aprender um idioma. Não é apenas uma emoção poder se comunicar com pessoas de todo o mundo, mesmo que seja apenas para dizer olá, mas é realmente um treino fabuloso para o seu cérebro.

Os cientistas sugerem que pode ter muito mais benefícios cognitivos do que tarefas de treinamento do cérebro, como fazer sudoku ou palavras cruzadas, porque requer que você faça malabarismos com novos conceitos e codifique novas informações em seu cérebro.

Estudos têm mostrado que pode literalmente mudar seu cérebro. Uma pesquisa recente mostra que os adultos podem ser quase tão bons no aprendizado de uma língua quanto as crianças.

Enquanto as crianças são melhores em aprender línguas inatamente, os adultos se destacam em outras coisas. Está provado que seu jeito com as palavras só fica melhor com a idade – e pode ter muitos benefícios para aprender um novo idioma.

Aprender um novo um idioma pode até melhorar sua inteligência – contanto que você pratique cinco horas por semana.


Na série Just One Thing (Uma Única Coisa), da Rádio 4 da BBC, o médico Michael Mosley aborda em diferentes episódios o que você poderia fazer por sua saúde se tivesse apenas uma escolha.

Leia outras reportagens da série aqui:

anuncio patrocinado