Mulher é presa após ofender funcionários em bar no Rio

0

Ela foi encaminhada à delegacia e vai responder por injúria por preconceito após pagamento de fiança de R$ 2.200

 

Uma mulher foi presa por injúria por preconceito após ofender funcionários em um bar na Tijuca, zona norte do Rio. O caso aconteceu na última sexta-feira (28).

Em um vídeo, a suspeita assumiu ter se referido a atendente como “negra” e afirmou ter “doutorado”. De acordo com o dono do estabelecimento, a mulher ainda cuspiu em outra funcionária, que tentou defender a colega, durante a confusão.

Em entrevista à Record TV Rio, a vítima Rosilene Gomes contou que a mulher se enfureceu após receber a conta de outro cliente. A atendente contou que foi chamada de “negra”, “suja” e “ladra” ao tentar resolver o problema.

“Eu só falava ‘tirava o dedo da minha frente’, ‘quero respeito’. Em nenhum momento, como ela alegou, a chamei de branca azeda. Eu só deixei ela falar”, disse.

A suspeita foi levada à 19ª DP (Tijuca), onde pagou fiança de R$ 2.200. Ela vai responder em liberdade, segundo a Polícia Civil.

anuncio patrocinado