“Paracosmo” – Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante

0

Fotos de divulgação (crédito: Davi Távora)


Paracosmo” é um álbum de composições dos músicos brasileiros Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante. O disco, que será lançado em formato físico e digital no dia 28 de maio, no Brasil, Estados Unidos e Japão, traz sete composições instrumentais inéditas, que foram gestadas em sessões ininterruptas de gravação.

O projeto ganha duas versões em videoclipe: “Vila dos pássaros”, apresentado no último dia 30 de abril, juntamente com o primeiro single (https://youtu.be/wtJIGJVqeKc), e “Paracosmo”, que chega amanhã ao YouTube. Ambos os vídeos têm direção assinada por Lucas Dantas.

O disco também marca a estreia do selo Jasmin Music, de Ricardo Bacelar. A iniciativa do selo destina-se a gravar e lançar discos com música de qualidade, tendo como foco o mercado brasileiro e internacional. Para isso, foi montado um estúdio de gravação que vem se tornando referência na América Latina pela tecnologia, equipamentos e acústica – o Jasmin Studio. O projeto acústico e de design é da empresa americana WSDG Walters-Storyk Design Group, de autoria de Renato Cipriano. A direção técnica e concepção do estúdio é de Daniel Reis, com o uso de áudio por rede Dante e o sistema Dolby Atmos, com a tecnologia de áudio 3D.

 

Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante são amigos há alguns anos e nunca tocaram ou gravaram juntos. Foi de um encontro casual que nasceu o álbum “Paracosmo“. “Quando começamos a tocar, parecia que as músicas já estavam prontas. Improvisações livres, melodias sinceras, imagem sonoras, tudo ali, nesse lugar cheio de esperança que é o Paracosmo“, diz Cainã Cavalcante, narrando sobre o processo de composição e o clima com que o álbum se desenrola. “O disco traz uma carga de espontaneidade muito forte, fomos tocando e as músicas fluíram naturalmente. São como canções no formato instrumental. Foi um processo de gestação onde a música brotou com muito desembaraço“, conta Ricardo Bacelar, que no disco tocou piano acústico, teclados e percussão, enquanto Cainã tocou violão e baixo.

Paracosmo” traz sete composições instrumentais inéditas: “Vila dos pássaros”, eleita como o primeiro single do álbum, “Paracosmo”, “Valsa do cansaço”, “Lyle”, “Manoela”, “Berceuse” e “Caminho dos mouros”. Algumas composições foram criadas no formato “canção”, com melodias bem definidas. “Vila dos pássaros” é um baião que se funde com um belo solo de violão, que remete ao nordeste do Brasil. “Paracosmo” traz a leveza da canção em comunhão com percussões leves e um solo de piano que se esparrama pela música. “Valsa do cansaço” é um momento passional que encontra o cancioneiro brasileiro em uma valsa dramática, com elementos do fado. “Lyle” é uma homenagem ao pianista americano Lyle Mays, que faleceu no ano passado. Uma linha melódica alegre que carrega elementos do jazz. “Manoela” é uma homenagem à esposa de Ricardo Bacelar e traz uma construção de uma balada com caminhos inesperados. Com uma melodia dolente e soturna, “Berceuse” é como uma canção de ninar. “Caminho dos mouros”, que fecha o álbum, é momento de pura experimentação e interpretação livre, onde Ricardo e Cainã transcendem a informalidade e passeiam em atonalidades e experimentalismos, criando um rico mosaico de climas e texturas sonoras.

O texto de apresentação do álbum, escrito por Bacelar, explica o conceito do projeto: “Paracosmo é um lugar imaginário, fruto de pura criatividade. Um recanto dotado de extrema subjetividade de conceitos, onde tudo é possível. Os músicos criam essas porções de sonhos para depositar sua carga de energia vital, que se espraia por entre os sons e permeia os silêncios – cantões onde reside a música“. A maioria das fotos do encarte do disco é assinada por Ricardo Bacelar. As imagens foram feitas no Equador, num cenário  que traz a ambiência de um local fantasioso e utópico.

 

De certo modo, ‘Paracosmo’ também nos leva a um universo imaginário. Nesse momento em que muitos de nós estamos trancados em casa, em razão da pandemia, o álbum é um convite para criarmos o nosso mundo particular, no qual a música nos conduz e transcende“, disse Ricardo Bacelar.

Ricardo Bacelar é pianista, compositor e produtor de discos. Durante muitos anos, integrou o grupo  carioca Hanoi Hanoi, com amplo sucesso comercial. Em sua carreira solo, lançou cinco discos e gravou com grandes nomes da música, como Belchior, Erasmo Carlos, Luiz Melodia, Adriana Calcanhoto, Ednardo, Lulu Santos, Amelinha e outros. Por duas vezes, esteve entre os artistas mais executados nas rádios de jazz dos Estados Unidos e já excursionou fazendo shows na Europa e Japão. Lançou cinco discos solo. Seus dois últimos trabalhos, “Sebastiana” (2018) e “Ao Vivo no Rio” (2020), entraram na parada do Top 50 de execução das rádios de jazz dos EUA. É membro votante do Grammy Latino e do Grammy Awards (Grammy Pro).

Cainã Cavalcante é violonista e compositor nascido em 1990, na cidade de Fortaleza. Hoje com oito álbuns lançados, é considerado um prodígio do violão brasileiro. Participou de diversos concertos pelo Brasil e Europa e gravou com grandes nomes da música, como Plácido Domingo, Dominguinhos, Belchior, Fagner, Maria Gadú, Elba Ramalho, Chico César, Yamandu Costa, Hamilton de Holanda, Roberta Sá, entre muitos outros. Cainã se prepara para o lançamento do seu novo trabalho, “Sinal dos Tempos“, no qual interpreta a obra de Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto (1915 – 1955), genial músico e compositor brasileiro, considerado um pilar da música brasileira por Tom Jobim, Radamés Gnatalli, Raphael Rabello e outros.

 


 

Paracosmo” – Repertório:

1.   “Vila dos pássaros” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

2.   “Paracosmo” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

3.   “Valsa do cansaço” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

4.   “Lyle” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

5.   “Manoela” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

6.  “Berceuse” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

7.   “Caminho dos mouros” (Ricardo Bacelar e Cainã Cavalcante)

Paracosmo” – Ficha Técnica:

Ricardo Bacelar – piano acústico, teclados e percussão

Cainã Cavalcante – violão

Gravado e mixado no Jasmin Studio, em fevereiro de 2021

Gravado por Melk Dias

Mixado por Luiz Orsano

Masterizado por Carlos Freitas

Fotos – Ricardo Bacelar e Davi Távora (fotos dos músicos)

Capa e design gráfico – MZK

Direção dos vídeos – Lucas Dantas

Tempo total – 31:17

Gravadora – Jasmin Music

Produzido por  Ricardo Bacelar

anuncio patrocinado