No Guará uma cidade satélite do DF um homem é morto com oito tiros na frente da mulher e do filho

0

Segundo investigações da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), a motivação do homicídio teria sido acerto de contas. Até a mais recente atualização dessa reportagem, ninguém havia sido localizado

 

 

Um homem, 28 anos, morreu ao ser baleado enquanto saía de casa com a mulher e o filho, na manhã desta quarta-feira (26/5), no Setor de Oficinas do Guará 2. Segundo investigações da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), a motivação do homicídio teria sido acerto de contas.

Militares do comando de policiamento do Guará foram até o local, na Área Especial 2 e, segundo informações da corporação, a vítima foi alvejada com, ao menos, oito disparos de arma de fogo. O autor fugiu e, até a mais recente atualização dessa reportagem, não havia sido localizado.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM-DF) encontrou o homem caído ao chão com ferimentos na região da cabeça e no tórax. A equipe prestou os primeiros socorros e encaminhou o paciente ao Hospital de Base. Ele chegou a dar entrada no hospital inconsciente e instável, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Briga entre vizinhos

Uma briga entre vizinhos terminou com três pessoas esfaqueadas na madrugada de segunda-feira (24/5), no Guará 2. O caso aconteceu em um prédio no conjunto 6, da QE 38, por volta da 0h30. De acordo com a Polícia Civil, o barulho durante uma confraternização em um dos apartamentos teria motivado o desentendimento.

A confusão teve início quando a Polícia Militar foi acionada após uma reclamação de barulho vindo de um apartamento no qual alguns envolvidos confraternizavam. Os policiais atenderam ao chamado, mas deixaram o local após aparente entendimento entre as partes.

Os vizinhos, no entanto, teriam voltado a discutir após a saída da PM. A discussão tornou-se uma briga envolvendo oito pessoas. Três delas foram esfaqueadas.

anuncio patrocinado