Para celebrar os 52 anos de fundação do Guará, artistas visuais da região apresentam suas obras na mostra coletiva

0

Cores do Cerrado

Trabalhos em diferentes técnicas e suportes reunidos para reafirmar o protagonismo da arte na construção da identidade cultural guaraense

            A emblemática Feira do Guará abriga, entre os dias 20 de maio a 10 de junho, a mostra coletiva “Cores do Cerrado”. A escolha do local, polo irradiador de diversas manifestações culturais, encontra consonância na linha curatorial de Thiago Magalhães. “Convidamos nove artistas que expressam a pluralidade de suas artes em diferentes técnicas e suportes”, conta o curador.

            Na “Cores do Cerrado”, o visitante passeia por um rico mosaico composto de pinturas, grafites, desenhos, pirografias e objetos assinados por Fernanda Ferrugem, Lola, Regina Ezaime, Jeorgenete Monfort, Juliana Borgê, Thamires Barros, Manoel Albuquerque, Michelle Cunha e Alerrandro.

            Entre os e as artistas convidadas, uma forte presença de mulheres e representantes da comunidade LGBTQIAP+, “resolvemos privilegiá-las em razão da qualidade dos trabalhos e para reafirmar seus protagonismos na construção da identidade cultural guaraense”, justifica Thiago.

Nesse momento singular da nossa humanidade, a arte “é um sopro de vida e de resiliência em meio ao caos social provocado pela pandemia intensificado pela crise política que vivemos”, conclui o curador.

Imagens de divulgação: bit.ly/CoresdoCerrado

Serviço:

Mostra coletiva: “Cores do Cerrado”

Curadoria: Thiago Magalhães

Assistente de curadoria: Julimar Santos, Gerente de Cultura do Guará

Local: Feira do Guará

Visitação: De 20 de maio a 10 de junho de 2021

Horário: De quarta-feira a domingo, das 9h às 18h

Apoios: Conselho de Cultura do Guará, ASF – Arte sem Fronteiras, Pastelaria Universidade do Pastel e Associação dos Feirantes da Feira do Guará

Contato para informações e aquisição das obras:

Thiago Magalhães: (61) 99304-6528; e

Julimar Santos: (61) 9.8179-7236

anuncio patrocinado