Polícia investiga ‘serial killer’ que mata homossexuais em Curitiba

0

Homem é investigado pela morte de três pessoas em intervalo de menos de 30 dias; serial killer marcava encontros por apps e atacava vítimas desprevenidas na cama

 

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) investiga três latrocínios contra homossexuais que teriam sido cometidos pela mesma pessoa. Os crimes ocorreram entre 16 de abril e 4 de maio, em Curitiba. No domingo (16/5), a polícia divulgou uma foto do suspeito. Segundo a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Tiago Correia Soroka é um serial killer.

As três vítimas, David Júnior Alves Levisio, Marco Vinício Bozzana da Fonseca e Robson Olivino Paim, eram homossexuais e moravam sozinhas. Eles foram encontrados em suas camas com sinais de asfixia.

O homem também é suspeito da tentativa de latrocínio contra uma quarta vítima, que conseguiu resistir ao ataque. Foi por meio dele que a polícia conseguiu chegar até o suspeito.

Segundo a investigação, o homem marcava um encontro com as vítimas por aplicativo de relacionamento. Depois de uma troca de fotos, o suspeito ia até a casa das vítimas, onde as estrangulava e cobria o corpo com um lençol.

“Ele age do mesmo modo há 30 dias, sempre com homossexuais. Ele vai até a casa das vítimas e pega a pessoa desprevenida, dá um mata leão, a sufoca com travesseiro ou coberta e leva pertences da vítima após o assassinato”, afirmou a delegada Camila Cecconello, durante coletiva de imprensa.

anuncio patrocinado
Anunciando...