Corpo do prefeito Bruno Covas é enterrado em cemitério de Santos

0

Após cortejo pelas ruas de São Paulo em um caminhão dos bombeiros, caixão foi ao cemitério de Paquetá

 

 

O corpo do prefeito de São Paulo, Bruno Covas foi enterrado na noite deste domingo (16/5) no cemitério de Paquetá, em Santos, litoral de São Paulo. Ele ficou ao lado dos restos mortais do avô, Mario Covas, no jazigo da família. Estavam no local apenas familiares e amigos. O enterro ocorreu a menos de 12 horas da morte do prefeito, que foi declarada por volta das 8h da manhã deste domingo.

Após um cortejo pelas ruas de São Paulo na tarde deste domingo (16/5), o corpo do prefeito da capital paulista, Bruno Covas, chegou a Santos no início da noite. Aos 41 anos, Covas morreu em decorrência do câncer da transição esôfago-gástrica e de complicações do tratamento.

O velório que começou no início da tarde foi restrito apenas a familiares e um pequeno grupo de amigos por conta da pandemia de covid-19. A missa de corpo presente foi celebrada pelo padre Rosalvino, da Obra Social Dom Bosco. A cerimônia, no hall monumental do prédio, foi acompanhada por Ricardo Nunes e pelo governador João Doria.

Durante a cerimônia, o filho de Covas, o jovem Tomás Covas, de 15 anos, foi consolado por familiares. Sobre o caixão estavam as bandeiras do Brasil e de São Paulo. Tomás recebeu o abraço de Gustavo Pires, assessor especial de Covas e amigo pessoal dele, e de João Doria (PSDB), governador de São Paulo. O velório de Covas durou pouco mais de uma hora.

Após a cerimônia, a urna com o corpo do político seguiu em cortejo em caminhão aberto do Corpo de Bombeiros. Emocionado, Tomás ajudou a carregar o caixão até o carro. O corpo saiu do centro de São Paulo por volta das 14h30 e seguiu em cortejo pela cidade.

anuncio patrocinado