Dia das Mães: presentes criativos para fugir do óbvio

0

 

Todo ano é a mesma coisa, aquela indecisão na hora de comprar o presente para o Dia das Mães. De acordo com a Fecomércio, 32,40% das pessoas pretendem comprar roupas; 27,75% devem optar por calçados; 17,52% escolherão cosméticos e/ou perfumes. 33,97% dos consumidores disseram que vão sair para comprar os presentes aos sábados. Mas como sair do óbvio e surpreender a mulher da sua vida?

As marcas LUMAS e Sambar&Love lançaram camisetas com estampas que trazem a realidade sobre a maternidade e também demonstram o amor pelas mamães. Os eletrodomésticos que lutem!

A LUMAS, marca lançada no meio de 2020, reforça o empoderamento feminino e é comandada por três mulheres: Laura Christine, Fernanda Sales e Yasmin Franklin. O trio decidiu tirar um sonho  antigo do papel, durante a pandemia, de criar uma camiseteria com frases de empoderamento feminino.

 

“Desde 2014, tinha vontade de montar um negócio de camisetas com frases para despertarem e apoiarem mulheres. E, ano passado, mesmo em meio a crise da pandemia,  dei o pontapé inicial. Aproveitamos que o mundo todo estava migrando para o digital, então, o investimento para abrir uma loja caiu bastante. Foi a hora certa”, explica Fernanda, uma das sócias. 

Vida real 

As camisetas da LUMAS desromantizam a maternidade e trazem a vida real. “Cansada a um passo do surto”,  “Ainda não sei o que estou fazendo”, “A mãe está cansada” e “Cadê a mãe dessa criança?”  são algumas das estampas.

Amor estampado

A Sambar&Love, que reúne mais de 200 mil seguidores  nas redes sociais e um número expressivo de clientes no Distrito Federal e Rio de Janeiro, também lançou uma estampa exclusiva para comemorar o Dia das Mães: “Exemplo, amiga, parceira e mãe.”

A confraria nasceu após Ana Paula, de 32 anos, descobrir que estava grávida. No início, eram apenas nove estampas de camisetas com frases de futebol. Hoje, são mais de 400. Entre os clientes clientes estão o craque Neymar e o ator e cantor Thiago Martins.

“Me sentia muito angustiada pois não sabia o que fazer quando terminasse a licença maternidade. Apesar de muito envolvida e ansiosa pela chegada do bebê, não queria abrir mão da rotina imobiliária que vivia desde os 18 anos”

Foi quando Bruno Rafael teve a ideia de vender camisas pela internet pra que Ana tivesse uma renda e pudesse se dedicar ao filho recém-nascido. O objetivo era que Ana conseguisse vender 1 camisa por dia, atingindo uma meta de aproximadamente R$ 1500 sem sair de casa e sem ter que deixar o filho pequeno na creche.

“Entre uma troca e outra de fralda, choro, cólica, amamentação e todas dificuldades de uma mãe de primeira viagem, eu usava as madrugadas para dobrar e embalar as camisas para que Bruno, antes de ir para o trabalho, pudesse postar nos Correios”, explica.

Dia das Mães deve ter alta de 2% nas vendas no Distrito Federal

O Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista-DF), que representa 30 mil donos de lojas em entrequadras e shoppings, estima que o lucro no comércio deve crescer 2% no Dia das Mães. Em 2020, quando o país sentia os primeiros efeitos econômicos da crise sanitária, os ganhos do setor nacional tiveram queda de 41% na ocasião.

De acordo com uma pesquisa da Federação do Comércio do Distrito Federal do Distrito Federal (Fecomércio-DF)  63,55% dos consumidores entrevistados irão presentear neste Dia das Mães. E a média do valor de cada presente não deverá superar R$ 114,96.

anuncio patrocinado