Idosa de 84 anos morre após ser torturada ao lado do marido em SP

0

Grupo invadiu casa e, como não encontrou objetos de valor, torturou casal. Homem de 93 anos está internado em hospital

 

Uma quadrilha invadiu uma residência e torturou um casal de idosos em Veleiros, na zona sul de São Paulo (SP), na última quarta-feira (28). Segundo a Polícia Militar, a idosa não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com a corporação, quatro homens entraram na residência, onde moravam Shideko Simomura, de 84 anos, e Tethuo Simomura, de 93 anos. Como os criminosos não encontraram nada de valor, eles torturaram os idosos e, em seguida, fugiram.

Uma câmera de segurança registrou a quadrilha fugindo a pé. Shideko não resistiu aos ferimentos e morreu no local, enquanto seu marido saiu para buscar ajuda.

Em suas redes sociais, Renata Candido contou que estava a caminho da fisioterapia, quando encontrou Tethuo ensanguentado e desorientado. Ele contou que a esposa estava morta e pediu socorro.

Como o filho da vítima morava próximo ao local do crime, ela o ajudou a chegar até a residência dele, e a polícia foi acionada.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o idoso foi encaminhado ao Hospital Municipal do Campo Limpo, de onde foi transferido para a unidade da Mooca do Hospital São Cristóvão.

Na residência, os policiais militares encontraram o corpo de Shideko com uma blusa no pescoço e uma faca próxima. A sala da casa também havia sido revirada.

Até o momento os responsáveis não foram localizados. O caso foi registrado como homicídio simples e tentativa de homicídio simples no 11º Distrito Policial de Santo Amaro e encaminhado ao DHPP, que investiga os fatos.

Há 43 anos Shideko, conhecida como Dona Cida, participava do Grupo Escoteiro Almirante Tamandaré. Em suas redes sociais, o grupo lamentou a morte e afirmou “à sua família, desejamos nossos profundos sentimentos e agradecimentos por tudo que ela fez pelo nosso grupo”.

anuncio patrocinado