Mexicano que fingiu ser idoso para receber vacina era astro de eSport

0

Rubens Zerecero, que chegou a ser vice-campeão mundial de Fifa, pintou os cabelos de branco para furar a fila da vacinação

 

Autoridades mexicanas revelaram as identidades dos dois homens presos há cerca de duas semanas após se disfarçarem de idosos e apresentaram documentos falsos para receber a vacina contra covid-19 antes da hora. Um deles era o vice-campeão mundial do jogo de videogame Fifa, Rubén Morales Zerecero.

O país está na segunda etapa da campanha de vacinação, em que são imunizadas pessoas maiores de 60 anos. Morales, de 31, foi pego com o gerente de campanha da Fifa, Christian Nieva, de 35, tentando ser inoculado nas instalações do Ministério da Marinha do México no distrito de Coyoacán, na Cidade do México.

Os homens foram ao centro de vacinação com cabelos pintados para parecerem grisalhos, cobertos com luvas e máscaras, além de apresentarem identidades falsas para fingir ter mais de 60 anos de idade e chegaram a ser vacinados. No entanto, um funcionário os descobriu porque suas vozes não correspondiam às de um idoso.

Destaque nos eSports

Morales Zerecero, filho da comediante mexicana Aida Pierce, foi um dos primeiros mexicanos a se destacar nas competições de Fifa. Em 2009 ele perdeu a final da Copa do Mundo Interativa para o francês Bruce Grannec, e em 2005 terminou em terceiro lugar no mesmo torneio.

Após seu tempo nos eSports, Morales ganhou notoriedade como youtuber, tornou-se ator e apareceu em novelas, comerciais e peças teatrais. Já Nieva foi fundamental como funcionário da EA Sports para estabelecer o Fifa como um dos games mais vendidos no México e na região.

A Procuradoria Distrital da Cidade do México afirmou em uma nota oficial que os dois foram acusados de roubo de identidade e uso indevido de documentos. Durante a audiência, o juiz manteve Morales e Nieva sob custódia, de modo que eles permanecerão detidos durante todo o processo judicial.

anuncio patrocinado