SP contratará 20 mil pais de alunos para atuar nas escolas estaduais

0

Projeto “Bolsa do Povo” irá unificar e ampliar programas de renda; vagas terão carga de 4 horas e pagarão até R$ 500 por mês

 

O Governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (7), a contratação de 20 mil pais e mães para trabalhar na rede estadual de ensino com remuneração de R$ 500,00 por mês, em jornadas de até quatro horas diárias. O governo oferecerá capacitação aos contratados, que ajudarão na administração das escolas.

“Vamos contratar 20 mil pais e mães de alunos de escolas públicas de São Paulo para trabalharem nas escolas onde estudam os seus filhos e [vamos] ampliar os beneficiados e os valores pagos nos programas sociais que já existem em São Paulo. Todos os programas serão unificados no ‘Bolsa do Povo'”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

A inciativa faz parte um projeto chamado de “Bolsa do Povo” que irá unificar e ampliar programas que já oferecerem renda para os paulistas. O investimento será de R$ 1 bilhão ainda em 2021.

No entanto, o Bolsa do Povo que, segundo o governo, será o maior porgrama de assitência social e transferência de renda a história do estado, ainda precisa da aprovação de um crédito suplementar na Assembleia Legistativa de São Paulo.

O programa prevê a liberação de recursos em sete eixos programáticos que vão da assistência social via transferência direta de renda, como a ampliação do programa Renda Cidadã, por exemplo, até incentivos para atletas, como o Bolsa Talento Esportivo.

anuncio patrocinado