Câmara aprova texto-base de PL que prioriza caminhoneiros na vacinação

0

Proposta altera o PNI para incluir categoria. Destaques serão votados na próxima semana e, em seguida, texto irá ao Senado

 

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (31), o texto-base do projeto de lei que que assegura a 16 novos grupos, incluindo caminhoneiros e profissionais do setor de transporte de cargas, prioridade no acesso à vacinação contra a covid-19. Alguns destaques serão votados na próxima semana. Em seguida, o texto seguirá para o Senado.

A matéria, de autoria do deputado federal Vicentinho Júnior (PL-TO), altera o PNI (Programa Nacional de Imunizações) para incluir a categoria dos caminhoneiros na vacinação.

“É de extrema importância que durante o período de epidemia, mantenham-seativo o sistema de transporte de cargas e mercadorias, pois é um setor que move o país e garante dignidade aos cidadãos brasileiros durante tão grave crise, através do acesso a alimentos e produtos essenciais para sua sobrevivência”, afirma o deputado.

“Enquanto o país está em quarentena, os caminhoneiros e profissionais do setor de carga continuam na sua rotina normalmente para garantir aos brasileiros o alimento em suas mesas”, acrescenta.

Mas a relatora do projeto, a deputada Celina Leão (PP-DF), propôs a inclusão de 16 novos grupos com prioridade no plano de vacinação contra a covid-19.

De acordo com o substitutivo da relatora, além dos caminhoneiros autônomos e motoristas de transporte rodoviário de cargas, terão prioridade, dentre outros, os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros; as pessoas com doenças crônicas e que tiveram embolia pulmonar; e os agentes de segurança pública e privada, desde que estejam comprovadamente em atividade externa.

anuncio patrocinado