TJM condena policial que colocou arma no rosto de colega em SP

0

Soldado Nascimento foi condenado a seis anos e seis meses por causa de briga com outro PM no centro de São Paulo

 

o TJM-SP (Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo) condenou a seis anos e seis meses de reclusão o soldado da PM Felipe Nascimento, que ameaçou atirar em outro policial militar durante uma discussão em horário de trabalho, na rua Santa Efigênia, região central de São Paulo, em dezembro do ano passado.

O soldado Nascimento foi condenado no regime semiaberto, mas terá que trabalhar dentro do presídio Romão Gomes, que abriga exclusivamente policiais militares condenados. Ele terá o direito de recorrer da decisão.

O caso

O policial militar foi gravado ameaçando o próprio colega de corporação empunhando uma arma em seu rosto. Depois da ação, ele foi preso em flagrante pelo crime de ameaça e violência contra superior, qualificada pelo uso de arma.

As imagens mostaram o policial com a arma já sacada, apontada para o rosto do colega, enquanto a dupla discutia.  Durante toda a discussão, o soldado continuou com arma apontada.

Populares, que filmaram a briga, gritavam para que os agentes tivessem cuidado já que as ruas estão cheias. Depois de alguns segundos, o policial ameaçado chegou a regir e tentou pegar a arma de Nascimento, mas não conseguiu.

anuncio patrocinado