Vídeo mostra últimos momentos de vida de radialista morta pelo companheiro

0

Vinícius Fernando Silva Camargo foi preso na tarde desta sexta-feira (29/3). Ele é acusado de estrangular a companheira Evelyne Ogawa, de 38 anos

 

Imagens obtidas mostram os últimos minutos de vida da radialista Evelyne Ogawa, de 38 anos, assassinada pelo companheiro, Vinícius Fernando Silva Camargo, 31, na noite de sexta-feira (26/3). O homem foi preso na tarde desta segunda-feira (29/3), após se apresentar na 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) na companhia de dois advogados.

As câmeras do elevador, registradas na noite do crime, às 22h20, mostram Evelyne e Vinícius juntos. Pelas imagens, aparentemente os dois parecem discutir. Segundo relatou Fernanda Bernardes, familiar da vítima, no mesmo dia, pela tarde, o casal saiu para buscar o pagamento de comissão de Evelyne, por volta das 17h20.

À reportagem, o delegado-adjunto da 26ª DP, Rodrigo Carbone, afirmou que Evelyne foi morta entre 21h e 23h. Em outras imagens, Vinícius é visto, às 23h37 de sexta-feira, entrando no condomínio. Ele está sozinho, cumprimenta o porteiro e sobe pela escada. Cerca de 20 minutos depois, às 23h55, o homem entra no elevador e sobe até o 4º andar. Durante a madrugada de sábado, por volta das 3h, ele entra novamente no elevador e desce até o térreo. Não se sabe, no entanto, se Vinícius ficou no apartamento de Evelyne durante esse tempo.

Outras imagens registradas na manhã de sábado, um dia depois do crime, mostram Vinícius entrando no condomínio às 7h47. Ele vai até o apartamento da companheira e, em menos de seis minutos, deixa o condomínio carregando uma sacola azul nas mãos. No mesmo dia, pela tarde, o agressor compareceu com o advogado à 26ª DP e confessou o feminicídio, mas não chegou a ficar preso naquele momento.

Ao saberem da informação, policiais civis foram até o local, constataram a morte da radialista e, imediatamente, pediram a prisão preventiva do autor. “Ele não foi preso no momento por dispositivo legal. Há um entendimento de que, se cometo um crime agora e me apresento, não posso ser preso em flagrante. Entende-se que o autor está colaborando com a Justiça”, frisou o delegado.

Motivação

Após a Justiça deferir o pedido de mandado de prisão preventiva contra Vinícius, policiais começaram a negociação com o autor e os advogados para que ele se entregasse. Na tarde desta segunda-feira, o homem se apresentou na 26ª DP.

Em depoimento, Vinícius alegou que discutiu com Evelyne horas antes de assassiná-la. Segundo relatou o acusado, durante a briga, a mulher teria puxado uma faca contra ele. Na versão dele, para tentar se defender, a enforcou com um fio elétrico. As informações, no entanto, serão apuradas pela polícia. Vinícius foi encaminhado à carceragem da PCDF e seguirá para o Complexo Penitenciário da Papuda.

Tags

anuncio patrocinado