O população do DF protesta contra a alta na gasolina: Os motoristas de app e caminhoneiros protestam implacavelmente contra os aumentos constantes

0

Grupo esteve em posto de combustíveis do Setor de Indústria e Abastecimento e no Palácio do Buriti para reclamar dos seguidos reajustes

 

Motoristas do sistema de transporte por aplicativo, motoboys e caminhoneiros protestaram, nesta sexta-feira (12/3), no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e no Palácio do Buriti contra a escalada nos preços dos combustíveis no DF. No SIA, a previsão era de que o ato fechasse uma via para impedir a saída e a entrada de caminhões de abastecimento.

Até as 8h50, a manifestação reunia 20 pessoas, 10 carros e cinco motos em frente ao posto de gasolina do SIA.

“Queremos reivindicar nossos direitos como cidadãos, protestar contra o abuso de gás de cozinha e da gasolina. A população não suporta mais”, disse Fábio Carioca, motorista de aplicativo e líder da manifestação. “Estamos pagando para trabalhar, os aplicativos não se mobilizam e estamos no prejuízo”, acrescentou.

A PMDF esteve no local para evitar que os manifestantes fechassem a via. “Os caminhões têm de sair, não vamos deixar todo mundo ter prejuízo”, disse o capitão Nilandio, comandante da operação.

Ato no Buriti

Às 10h, parte do grupo seguiu para o Palácio do Buriti em carreata. O ato reúne cerca de 20 pessoas com o objetivo de fechar a pista no sentido Rodoferroviária, mas a PMDF montou uma barreira de proteção para impedir que os manifestantes ocupem a via.

Fábio Carioca foi recebido no Buriti pelo secretário de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras.

O movimento contra o aumento do preço do combustível no DF começou nas redes sociais.

 

anuncio patrocinado