Prefeitura de SP insulta os contribuintes ao investir milhões em Carnaval cancelado 

0

O Jornalista fala sobre o contrato que destinou milhões a escolas de samba mesmo com o cancelamento dos desfiles

 

No dia 12 de fevereiro, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, cancelou definitivamente o Carnaval deste ano na cidade de São Paulo por conta do recrudescimento da pandemia. Mesmo assim, R$ 33 milhões foram repassados para escolas de samba. O contrato já é alvo do Ministério Público de São Paulo. O dinheiro seria suficiente, por exemplo, para a compra de 180 leitos de UTI. Esse é o tema da coluna desta semana de Augusto Nunes. Acompanhe no vídeo.

anuncio patrocinado