Visando segurança sanitária, projeto busca garantir vacinação da delegação brasileira antes das Olimpíadas no Japão

0

 

A senadora Leila Barros (PSB-DF) apresentou o Projeto de Lei (PL) 241/2021 para construir um caminho que permita ao governo federal oferecer vacinas à delegação que participará dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, no Japão. A proposta prevê que os imunizantes só podem ser ofertados após a vacinação dos grupos prioritários.

De acordo com Leila, imunizar os atletas é uma questão de segurança sanitária global. “Serão aproximadamente 1000 brasileiros que se deslocarão para um outro país e terão contato com milhares de atletas de outras nações que estão em estágios diferentes da pandemia. Imunizar a delegação brasileira é garantir a segurança dos demais desportistas, da população do país sede dos Jogos e dos brasileiros.”

A proposta prevê ainda que as doses sejam compradas pela iniciativa privada para evitar que o estoque disponível no SUS seja comprometido. “Sei que existe a preocupação de que o cronograma de imunização do Sistema Único de Saúde não seja comprometido. Por isso, a meu projeto permite que as doses sejam adquiridas com recursos privados desde que o governo federal autorize”, explicou a parlamentar do Distrito Federal. “Não estamos prevendo a vacinação obrigatória da delegação brasileira e nem a inclusão deles em grupos prioritários, mas apenas dando as condições legais para que o governo federal ofereça os imunizantes à delegação que irá a Tóquio.”

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

anuncio patrocinado