Próximo semestre da UnB, o 2º/2020, será remoto por causa da pandemia

0
Brasília (DF), 29/06/18. Uso de drogas na UnB. Alunos usam maconha dentro da universidade. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Conselho da universidade decidiu manter o funcionamento a distância pelo cenário epidemiológico. Uma nova avaliação sobre o assunto será feita em janeiro

 

Reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade de Brasília (Cepe/UnB) decidiu que o segundo semestre deste ano da instituição será feito de maneira remota por causa do cenário da pandemia. O novo período letivo começará apenas em 1º de fevereiro de 2021.

Mais perto da volta às aulas, entre 10 e 16 de janeiro, a universidade fará uma nova avaliação do assunto.

A decisão foi tomada em discussão por videoconferência, durante a 615ª reunião do Cepe. Considerando o contexto epidemiológico, com alta de índices de transmissão do novo coraonvírus, os conselheiros escolheram seguir, por enquanto, com a etapa 1 do plano de retomada das atividades da UnB.

“A projeção é de agravamento nas próximas semanas. O Brasil, ao contrário de outros países, não conseguiu sair claramente da primeira onda e, agora, vive um maremoto”, disse o epidemiologista Wildo Navegantes, professor da Faculdade UnB Ceilândia, na ocasião.

O fato de ainda não haver vacina também pesou na decisão. Em janeiro, caso haja mudança no cenário, o Cepe pode decidir pelo avanço no plano de retomada para a etapa 2, que prevê a realização de algumas atividades (indispensáveis) em modo presencial.

O vice-reitor Enrique Huelva informou que a UnB está se preparando para a etapa 2, independentemente de quando ela possa ocorrer. O segundo semestre de 2020 começará em 1º de fevereiro de 2021 e, após 90 dias letivos será encerrado em 21 de maio de 2021.

O calendário dos próximos semestres ainda não foi decidido. A decisão será tomada mais para a frente com base no desenrolar da pandemia e em determinações do Ministério da Educação (MEC).

*Com informações da UnB Agência

anuncio patrocinado