Sobre o ataque hacker a órgãos do Judiciário e do Executivo: Isso é a conseqüência da falta de investimento do Governo em TI, afirma Thiago Aquino presidente da ANATI

0

 

 

Na última quinta-feira (05/11), aproximadamente 80 órgãos do Governo foram atingidos pela tentativa de ataque hacker, paralisando diversos serviços à sociedade e causando prejuízos imensuráveis.

Esse ataque reforça a importância de o Estado ter uma carreira forte de especialistas em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na prevenção e na resposta aos terroristas digitais, forte argumento defendido pela Associação Nacional dos Analistas em Tecnologia da Informação (ANATI). “Isso mostra que as autoridades públicas devem reconhecer a importância de ter pessoal qualificado e capacitado para atuar na prevenção e na contenção desses ataques”, afirma Thiago Aquino, presidente da ANATI.

Segundo ele, a digitalização dos serviços públicos aumenta riscos e que o Governo Federal deve estar atento não apenas ao número de entregas, mas também na qualidade e segurança dos serviços oferecidos.

A ANATI se solidariza com todos profissionais de TI e em especial aos Analistas de Tecnologia da Informação que atuam nos órgãos que sofreram os ataques, tendo a certeza que estão fazendo o melhor possível para mitigar o problema. “Sempre alertamos ao Ministério da Economia que isso é apenas uma das fragilidades inerentes às áreas de TIC na administração direta, cujos recursos humanos são sempre escassos”, explica Thiago

Para ele, a falta de profissionais de TI é a principal fragilidade do Governo frente a ataques digitais. “O maior complicador disso é a falta de pessoal. Quando não temos pessoal, não temos as melhores ferramentas, soluções e mecanismos de segurança da informação. Falta gente, falta segurança. A grande maioria dos órgãos federais não possui corpo técnico para elaborar normas de segurança da informação que propiciem implantar, monitorar, controlar e gerenciar uma solução de segurança. Dessa forma, o Governo Federal assume riscos diários em não estruturar uma carreira de Tecnologia da Informação forte, capacitada e comprometida na melhoria contínua de seus serviços oferecidos à sociedade”, finaliza o presidente da ANATI.

anuncio patrocinado