Setur conhece demandas das administrações

0

A proposta é ouvir sugestões de melhorias capazes de impulsionar o segmento turístico com resultados estratégicos e criativos

Olhar para todos os cantos do Distrito Federal e ouvir as demandas dos moradores de cada região administrativa estão entre as metas da Secretaria de Turismo (Setur-DF) para impulsionar o segmento. Com este objetivos, a pasta recebeu nesta quarta-feira (4) o presidente do Conselho de Desenvolvimento do DF e Entorno (CDDF), José Eugênio Piedade, e os representantes de mais de 20 RAs que fazem parte do projeto 5 Passos para o Desenvolvimento Econômico, idealizado pelo Conselho.

Iniciado em 2019, o projeto oferece mentorias e capacitações aos conselheiros de cada região para estimular o desenvolvimento econômico e gerar mais empregos e renda na capital, por meio de diversas frentes ligadas direta ou indiretamente ao turismo, como economia criativa e artesanato, entre outras. “Identificar as lideranças e capacitá-las, valorizar as pessoas e as características peculiares em cada cidade, bem como despertar todos para o desenvolvimento do plano traçado, são passos estratégicos do projeto. Por isso a importância de estarmos aqui hoje, compartilhando com a Setur-DF as principais demandas de cada região, tendo como porta-voz os próprios moradores”, afirmou o vice-presidente do CDDF, Hélio Rosa.

“O trabalho do CDDF é justamente levar as necessidades de cada cidade aos órgãos competentes, que muitas vezes não têm condições de conhecer, na prática, o dia a dia de todas as regiões. Então, nossa proposta é oferecer conhecimentos aos moradores que vivem de perto as urgências de nossas cidades para, não só apontar o que precisa de intervenção, como também sugerir as possíveis soluções. É um trabalho em equipe para melhorar a nossa cidade”, completou o presidente do CDDF, José Eugênio Piedade.

Necessidades e sugestões

Entre as necessidades levantadas pelos moradores estão: turismo com acessibilidade, mais atenção aos idosos, prédios vazios que poderiam ser transformados em espaços culturais e mais valorização dos espaços públicos em prol da comunidade. Junto aos participantes, Aldhiney Correia, presidente do conselho de Águas Claras, apontou importantes demandas para a região. “Águas Claras é uma cidade jovem, que consome muita cultura, mas precisamos de ações urgentes para desenvolver nossa arte, estimular o artesanato, melhorar nossas praças e os auditórios. Não podemos fazer turismo sem segurança, sem infraestrutura ou aparato cultural capaz de receber bem os nossos visitantes. Por isso, é muito importante esse trabalho que a Setur-DF está fazendo em ouvir a todos”, avaliou Correia.

Sugestões de melhorias também foram indicadas pelo Núcleo Bandeirante. Primeira região administrativa do DF e com uma localização estratégica, a poucos minutos do Plano Piloto e do Aeroporto Juscelino Kubitschek, o lugar atrai cada vez mais moradores, sendo também um forte porte hoteleiro. “Precisamos olhar com mais atenção a nossa cidade e espaços que precisam ser revitalizados, como os viadutos, as feiras e os shoppings, os quais, sem apoio, estão perdendo empreendedores. É preciso mudar essa realidade para tornar o Núcleo Bandeirante um verdadeiro centro cívico turístico”, ressaltou Maura Lúcia dos Santos, presidente do conselho da região.

Lúcia Bessa, presidente do conselho de Taguatinga, apontou as necessidades da RA. “Taguatinga é uma cidade rica em atrativos turísticos, como a Praça do Relógio e o teatro, mas muitos estão carentes desse olhar criterioso e da atenção que a Setur-DF está nos proporcionando. Precisamos ter orgulho da nossa cidade, dos nossos espaços e apenas um trabalho de conscientização em equipe é capaz de fazer diferença”, avaliou Bessa, que também elogiou o trabalho que a Setur-DF vem desenvolvendo pela promoção da imagem de Brasília.

“Eu acredito que o trabalho que a secretaria tem feito é a gestão que eu, Lúcia Bessa, entendo que é necessária a toda população: a administração compartilhada. O que estamos fazendo aqui é compartilhar gestão, algo histórico e importante para a população do DF. Não há possibilidade de sucesso se não ouvimos as pessoas beneficiadas pelas políticas públicas, que são todas e todos nós”, afirmou Bessa.

Para a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, o momento foi oportuno para a pasta conhecer melhor as principais demandas de cada região e assim traçar metas de curto e longo prazo com resultados mais significativos para a comunidade e visitantes. “Fiquei feliz em ver essa motivação e união de todos em busca do fortalecimento da imagem de Brasília. É muito valioso saber que podemos contar com cada  participante para caminhar conosco. O turismo está na linha de frente de todos os setores e esse trabalho com as regiões administrativas é fundamental. Elas possuem inúmeras riquezas e uma vocação turística nata.

Uma das missões da Setur é justamente estruturar e qualificar esses destinos. Faço o compromisso de visitar cada um dos locais aqui apontados e buscar ações para contribuir com as intervenções solicitadas em benefício do nosso grande Distrito Federal”, concluiu a secretária.

*Com informações da Setur

anuncio patrocinado