Inscrições para curso preparatório ao Enem se encerram nesta quinta-feira

0

Curso gratuito preparatório do Enem oferece aulas até 15 de dezembro, em quatro regiões administrativas. São 1,3 mil vagas. Jovens de 16 e a 29 anos inscritos no CadÚnico têm prioridade na seleção

 

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) prorrogou as inscrições para estudantes participarem do #Aprova+ — curso gratuito preparatório para Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As aulas são presenciais e ocorrem até 15 de dezembro, em quadro regiões administrativas. Há 1,3 mil vagas.

Ana Evelyn Marra Ribeiro, 18 anos, é aluna do 3º ano do ensino médio. Às 6h30, a jovem toma café da manhã, liga o computador e acompanha as aulas on-line da escola. Às 13h, depois de almoçar, ela vai, de ônibus, do Riacho Fundo 2 para Taguatinga, onde frequenta o #Aprova+ desde que o projeto começou, em 26 de outubro.

Ana Evelyn quer usar o desempenho no Enem para ingressar no curso de medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs). Para ela, de sair de casa e usar o transporte público em meio à pandemia do novo coronavírus é a parte mais difícil. “Querendo ou não, isso aterroriza a gente um pouco, os ônibus estão sempre lotados, parece que quase não estão circulando”, avalia a estudante. “Eu preciso passar, então eu vou”, afirma.

Quem se inscrever no #Aprova+ pode solicitar o material pedagógico das aulas que perdeu. Apesar da pandemia, as aulas são ministradas presencialmente, todos os dias, em três turnos. Aos fins de semana, há simulados. As unidades de ensino tiveram de se adaptar: a quantidade de alunos por sala foi reduzida, há aferição de temperatura, o lanche é servido dentro de sala e o uso de máscara é obrigatório.

Para concorrer a uma das vagas, os interessados devem fazer o cadastro na página da Sedes na internet (sedes.df.gov.br), ou ir pessoalmente a uma das unidades do projeto, levando duas fotos 3×4 e as cópias do RG e do CPF. Quem for selecionado será avisado por telefone e por e-mail para confirmar a matrícula. A prioridade são pessoas entre 16 e 29 anos inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com as menores rendas familiares.

Orientações

O Enem é uma das formas de ingresso no ensino superior. A Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, anunciou que vai utilizar o desempenho no exame para seleção dos calouros no ano que vem. As provas, adiadas por causa da crise sanitária, serão aplicados em 17 e 24 de janeiro de 2021 (impresso), e em 31 de janeiro e 7 de fevereiro (digital).

Em meio ao contexto de aulas remotas, muitos alunos relatam dificuldades para conseguir organizar uma rotina de estudos. Por isso, o professor João Neiva, do curso comunitário Galt Vestibulares, orienta os candidatos a “compartimentalizar” a semana: “Reconhecer quanto tempo pode reservar para os estudos e quais matérias tem que focar para se sair melhor, avaliando como evoluiu na semana”, explica.

O professor ressalta que é preciso estratégia. “O aluno precisa definir algumas opções de curso que quer seguir, para, a partir disso, ver o peso da nota”, exemplifica Neiva, uma vez que cada instituição calcula o desempenho final de maneira diferente. De acordo com o curso, há maior peso na nota de determinadas habilidades, e é esse conteúdo que o candidato precisa focar para acumular mais pontos.

Outra dica é simular o ambiente da prova: “Se trancar em local calmo, isolado, com cronômetro de tempo, fazendo as questões passadas. Reservar isso para os finais de semana, que é quando geralmente tem mais tempo”, finaliza Neiva.

Unidades

» Asa Sul (CRS 514 Bloco B, Loja 59 — Prime Educ)
» Asa Norte (SCRN 702/703, Bloco A — Edifício Passos Porto — subsolo)
» Taguatinga (QS 1, Rua 212 — lotes 11,13 e 15, Pistão Sul — Faculdade Anhanguera)
» Gama (Área Especial 16 e 17, Setor Central — Colégio JK)

anuncio patrocinado