Codhab edita regras para retomada de trabalho presencial

0

Medida abrange não só servidores, mas também estagiários e outros colaboradores

 

Mais um órgão do Distrito Federal editou regras para o retorno dos servidores públicos ao trabalho presencial em meio à pandemia do novo coronavírus: a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab). A medida foi publicada no (DODF) desta quinta-feira (5/11) e abrange também estagiários e outros colaboradores.

Entre as ações sanitárias para a flexibilização do trabalho remoto estão: atendimento ao público agendado, para evitar aglomerações, e com distanciamento de dois metros; prioridade para reuniões virtuais e aferição de temperatura no acesso ao prédio da Codhab. Os que apresentarem indícios de contágio nessa triagem não entrarão no local. Segundo o ato, o revezamento de profissionais, em turnos alternados, será adotado de forma excepcional.

Os trabalhadores do grupo de risco (pessoas com comorbidades, gestantes e lactantes) continuarão a trabalhar de casa. Além disso, quem apresentar sintomas da Covid-19 será afastado do trabalho. No entanto, a resolução indica que, caso o servidor more com um paciente que testou positivo para a doença, ou tenha ele mesmo sido diagnosticado com a infecção sem indicação médica para que deixe de trabalhar, o servidor vai desempenhar as atividades em regime de teletrabalho por duas semanas.

Desde a edição do decreto do governador Ibaneis Rocha (MDB), em outubro, que autorizou volta ao trabalho in loco de todos os servidores do GDF, outros órgãos já publicaram as regras para regulamentar a retomada, como as secretarias de Esportes, Ciência e Tecnologia, e do Trabalho. Até esta quinta, 214.655 pessoas tiveram diagnóstico confirmado de Covid-19 e 3.719 morreram no DF em decorrência da doença desde o início da pandemia, segundo dados da Secretaria de Saúde.

anuncio patrocinado