TSE aprova envio das Forças Armadas a sete estados para eleições

0

Pedidos foram feitos pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e aprovados pelos respectivos chefes dos Executivos estaduais

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (27/10), o pedido de envio das Forças Armadas, por meio de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), para sete estados para acompanhar o pleito eleitoral neste ano. Ao todo, foi aprovado o apoio em 345 municípios de sete estados: Amazonas (32), Acre (19), Maranhão (98), Mato Grosso do Sul (5), Rio Grande do Norte (113), Pará (72), Tocantins (6).

Os pedidos, 34 processos foram feitos pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e consolidados pelos governadores, segundo o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. Os pedidos têm como intenção “garantir o livre exercício do voto, bem como a normalidade da votação e da apuração dos resultados do primeiro turno das necessidades em diversas localidades dos estados”, destacou o magistrado.

Ele afirmou que “ficou justificada a necessidade de atuação das tropas federais nas localidades indicadas ante a notícias de, por exemplo, histórico de conflito de pleitos anterior; reduzido efetivo da Polícia Militar; necessidade de assegurar a integridade física e a segurança da sede do cartório eleitoral e dos servidores; e distância e acesso dificultoso entre as localidades ”.

Logística

Além do apoio na área de segurança, como Forças Armadas auxiliam na logística, com o transporte de urnas a locais afastados, de difícil acesso, como aldeias indígenas. Após aprovadas, as solicitações são sentidas ao Ministério da Defesa, responsável pelos militares.

No último dia 20, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) um decreto presidencial que autorizou o uso das Forças Armadas nas anteriores deste ano. O TSE padrão, ao todo, pedido de apoio para 545 municípios em 10 estados. Além dos já apontados, houve solicitação nos estados de Mato Grosso, Piauí e Alagoas.

anuncio patrocinado