“Duvido que a Justiça vá obrigar alguém a tomar vacina”, desafia Presidente Jair Bolsonaro

0

Em transmissão ao vivo, o presidente comentou a intenção de governadores de levar a disputa ao STF: “Figuras nanicas, idiotas, boçais”

 

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (22/10) que não acredita que o Poder Judiciário vai atender a pedido de governadores e determinar a vacinação obrigatória contra o coronavírus, medida defendida pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

“O povo não vai admitir isso daí. Duvido que a Justiça vai obrigar alguém a tomar vacina algum dia. Brasileiro tem liberdade e ponto final”, disso o presidente, referindo-se à possibilidade de Doria levar para o Supremo Tribunal Federal (STF), em articulação com outros governadores, um questionamento sobre a postura federal.

O presidente voltou a falar palavras ofensivas, fazendo referência ao governador de São Paulo, João Doria, mas sem citá-lo nominalmente.

“O que serviu muito essa pandemia para revelar foram os aprendizes de ditadores, figuras nanicas, hipócritas, idiotas, boçais, achando que mandam no estado dele”, atacou o presidente.

“Vai tomar vacina. Vai tomar você, pô. Vacina ou o que você bem entender. Coca-cola, Tubaína”, ironizou.

A declaração do presidente ocorre em a uma disputa com o governador de São Paulo a respeito da vacinação contra a Covid-19.

“Tem um governador, não vou falar o nome dele, todo mundo sabe quem é, que está buscando maioria nos estados, já conseguiu uns oito governadores. Eles querem entrar com uma ação no Supremo para que cada estado determine se a vacina será obrigatória ou não. Em São Paulo, não temos dúvida de que será obrigatória, até porque o governador disse que seria obrigatória”, disse o presidente.

anuncio patrocinado