Adaptação e otimismo: busca por espaços colaborativos cresceu 

0

Os espaços colaborativos enfrentaram um período difícil com a pandemia do novo coronavírus. No entanto, o setor se adaptou e é cada vez mais solicitado entre as empresas que apostam no trabalho remoto e pessoas que procuram uma rotina de escritório. A ideia é desfazer o clima pesado dos escritórios, sem tirar o comprometimento do expediente. “Além disso, fornecem interatividade entre os coworkers e é uma alternativa mais econômica. Ideal para quem quer cortar gastos pós-pandemia”,  reitera Flávio Mikami, sócio proprietário do Espaço 365, coworking localizado no coração de Brasília.

De acordo com dados da Coworking Brasil, o otimismo de empresários desse ramo com os negócios saltou de 57% em março para 75% em julho. O crescimento reflete na busca por espaços colaborativos. Outro motivo para procurar as coworkings é a dificuldade de concentração em casa. Segundo um estudo do instituto Robert Half, 35% dos 240 profissionais entrevistados admitiram que se distraem muito no home office.

Em momentos de crise, muitos empreendedores também preferiram usar os serviços de uma coworking, pois a alternativa é mais econômica, com contratos de locação flexíveis e com a inclusão de serviços como de wifi e limpeza, por exemplo. Esses ambientes também incluem outra vantagem: a possibilidade de fazer networking e conhecer profissionais de várias áreas.

“O conceito de espaço de colaborativo é muito mais amplo. São várias áreas juntas que se ajudam de todas as formas. Muitas parcerias de sucessos começaram em coworkings. Essa é uma forma moderna, descontraida e econômica de trabalhar”, conclui Mikami.

Espaço 365

Endereço: Espaço 365 – SCLRN 705 Norte Bloco E Loja 8. Asa Norte.

Contato: (61) 3703 – 0365 | @espaco365.coworking

anuncio patrocinado